Detalhes do evento

MÚSICA: Anabela

Horário: 25 Fevereiro 2015 de 22:00 a 23:45
Local: B.Leza, Lisboa
Cidade: Lisboa
Tipo de evento: concerto, música, espectáculo
Sugerido por: espacial
Última actividade: 25. Fev, 2015

Exportar para Outlook ou iCal (.ics)

Descrição do evento

ANABELA
LANÇA “CASA ALEGRE”,
ÁLBUM DE REGRESSO À SUA MATRIZ, COM TEMAS ORIGINAIS, ONDE VISITA O FADO E OUTRAS MÚSICAS
APOIO ANTENA 1
Há muito Portugal, alguma África, bastante “world” – e sobretudo, imensa Lisboa – nas canções deste regresso de Anabela aos estúdios, quando assinala 30 anos de carreira. Começou cedo, aos 8 anos nos festivais.
Neste álbum, lançado no ano em que a cantora comemora 30 anos de carreira, Anabela regressa à “sua Casa Alegre”, à sua matriz. Onze histórias, escritas e compostas com uma inteira portugalidade, por parceiros escolhidos ao seu gosto e que lhe entendem a cor e a alma. Cátia Oliveira, Tiago Torres da Silva, Manuel Graça Pereira, Valter Rolo, João Vitorino, Pedro da Silva Martins, Diogo Clemente e Miguel Gameiro são os nomes que desenharam esta “Casa Alegre” com a arquitetura da TejoMusicLab. E tendo Anabela como polo de inspiração, não poderia sair mais evidente esta força grande de se ser português na música e nas palavras. São histórias da vida simples das gentes, nas quais a cantora veste cada história ao canto como se dela se tratasse.

No olhar e no sorriso, Anabela deixa transparecer a emoção e a alegria de dar a conhecer a “sua casa alegre”. Produzido por Valter Rolo e Diogo Clemente, este novo trabalho mostra-nos uma Anabela mais plena de maturidade técnica, ao mesmo tempo, fresca e cheia de energia. Este não é um disco de fado, antes, uma visita pelo fado que ama e respeita, cantado como o sente. Uma mistura de texturas musicais que lhe conferem uma sonoridade “world music”, como a cantora refere: “O trabalho para a construção deste álbum foi muito aberto, recebeu muitas influências”, afirma Anabela. “Há várias canções que partem da tradição portuguesa mas que, porque trabalhei com músicos com outra formação, e mais mundo, ganharam uma respiração nova e têm padrões mais complexos”. Noutros, explica a cantora, “músicas que não eram originalmente fados foram levadas para aí pela minha voz – só que, depois, a ‘vestimenta’ não é fado, é mais ‘world music’”.
“Casa Alegre”, tema que dá nome ao disco, é uma canção esperançosa que fala do amor e da felicidade. Partindo de um tema tradicional, “Casa Alegre” recebe a frescura da instrumentação com que é tocada, transformando-a numa sonoridade alegre e cheia de vida. Já “O Pecado Mora ao Lado” faz-nos viajar ao mundo da rádio nos anos 50, o tempo de Milú e de Madalena Iglésias. É uma música dançante, divertida, com a história de um amor que nasce na ternura de um olhar e que se perde no tempo. “Só Hoje”, por seu lado, é uma autêntica “ousadia” ao fado tradicional: onde a voz é acompanhada apenas pela viola, tocada por Diogo Clemente, que assina a letra, parte de um fado tradicional de Amadeu Ramin e veste-se de uma “nova textura”.
Mas a alegria não está sozinha neste CD, “Fiz dos Teus Olhos os Meus”, “Pedi Meu Bem” e “Viagem”, têm um sopro triste, trágico e de saudade – perder-se em desencontros, partir sem planos para voltar, sobre o ir só por ir.
Em “Oh Minhas Amigas”, Anabela mostra-nos a influência africana, tema que quis partilhar com Lura, numa letra bem humorada e numa sonoridade cheia de ritmo, onde, com a cantora cabo verdiana, dá voz às memórias que tem das “suas próprias amigas”.
A carreira de Anabela iniciou-se em 1985 nos concursos de música infantil, que, há época, havia um pouco por todo o país. No ano seguinte gravava o seu primeiro disco – o single “Rock do Amor” – e aos 12 anos venceria a Grande Noite do Fado. Quatro anos mais tarde, e com apenas 16 anos, ganhava o Festival da Canção com a música “Cidade Até Ser Dia” que lhe deu a oportunidade de representar Portugal no Festival da Eurovisão de 1993, em Millstreet, Irlanda. Desde então, tem-se desdobrado em participações em musicais, sobretudo, de Filipe La Féria, em espetáculos com os seus próprios discos, em peças de teatro e em telenovelas. “Casa Alegre” é já o seu oitavo disco.

Caixa de Recados

Adicione um comentário

para adicionar comentários adicione este evento "MÚSICA: Anabela" à sua agenda

Entrar em MyGuide

Vão a este evento (1)

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2020   Criado por MyGuide S.A. Livro de reclamações   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço