Detalhes do evento

Descrição do evento

"A criação Finge tem como ponto de partida o universo da prostituição.
Eros determina uma força vital decisiva no exercício da existência, entendida como limiar de experiências cuja singularidade determina as diferentes aproximações a que chamamos conhecimento. Conhecer uma experiência significa restringi-la a um conjunto de pressupostos transmissíveis, comunicáveis, seja através do logos, diálogo escrito, ou, mais apropriadamente, no projecto em causa, através do acto poético, ou devir estético em relação.
Prostitutas, ou acompanhantes, e revolução, ou dança, reverberam-se num impulso erótico irresistível que aos
pouco inicia a moldagem de uma ordem desordenada, que não querendo impor-se numa doutrina estática, antes promulga aproximações, encontros e desencontros numa reaprendizagem da dor e do doar-se.
A mais velha profissão do mundo contém em si a mecânica erótica do Mundo, isto é, o modo, como ócio e negócio se entretecem, se reposicionam no matizar de relações sociais determinantes do ser, que eroticamente se experimenta, mas também, da articulação, do banquete, envolvendo todos os sentidos, que proporciona o esboço de uma nova ordem. Foi uma prostituta, como magistralmente contou Carlos Fuentes, que serviu de tradutora
entre Montezuma e Pizarro, e foi amante dos dois, a verdadeira força que determinou o destino pós-colombiano da Terra centro americana. Essa mulher, podia ter sido um homem (que Eros não escolhe o sexo dos anjos), com o seu poder erótico, aliado ao poder da palavra, do logos, urdiu o seu destino e o das nações num anonimato de sacerdotisa, de quem com as mãos, a boca, o sexo, as palavras, retoma a memória mais próxima e profunda da
experiência de existir.
Não sabemos se um convívio poderá fazer mais pelo Mundo que os gráficos dos ministro das finanças, mas acreditamos no mistério das coisas humanas o suficiente, para suspeitar que dançar o bolero com uma acompanhante bonita, pode revolucionar a alma dormente, acendendo-a, nem que seja fingindo, fingindo, intensamente, o prazer que deveras se sente."
Carlos J. Pessoa

Texto e encenação de Carlos J. Pessoa com Alessandra Armenise, Francisca Moura, Joaquina Chicau, Hélio
Rosa, Maria João Vicente, Miguel Mendes, Nuno Nolasco e Nuno Pinheiro

Horário: terça a domingo às 21:30
Preço:entre 5€ e 10€

Caixa de Recados

Adicione um comentário

para adicionar comentários adicione este evento "TEATRO: Finge" à sua agenda

Entrar em MyGuide

Vão a este evento (1)

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2019   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço