VIAGENS (lá fora): “O Grand Canyon” europeu - Gorges du Verdon

O melhor remédio para pés doridos de calcorrear montes e vales é, quanto a mim, pô-los de molho. Na Provence, o que não falta é água, mas quando abrimos o mapa, houve uma mancha azul, não muito distante do local da nossaoverdose de castelos, que nos chamou a atenção. Mal sabíamos como esse azul ia ser especial.

 

En route

Arrumámos as botas poeirentas e fomos seguindo em direcção aos Alpes-de-Haute-Provence, de aldeia em aldeia, a confiar menos na senhora do GPS do que no nosso instinto, desviando-nos de coelhos em estradas secundárias, parando de vez em quando para uma limonada e dois dedos de conversa em francês macarrónico com idosos indígenas.

Vous allez à les Gorges?" ouvimos mais que uma vez e encolhemos os ombros. “Gorrrge” quê? Não, não, “nous allons au Lac”respondíamos e eles sorriam-nos pacientemente, como se fossemos patetas: “Alors, vous allez à les Gorges”. Ponto Final. OK, ok, seja lá o que isso for.

 

Aquele Azuuuul!

Já o sol se punha quando chegámos à aldeia de Sainte Croix. O lago do mesmo nome, dormia na penumbra aos nossos pés. Que bela extensão de água!

Montámos acampamento no Parque de Campismo Municipal, fracote, mas muito barato, e mesmo à beira do lago.

Quando abrimos o fecho da tenda na manhã seguinte nem queríamos acreditar nos nossos olhos. Onde estávamos? Nas Caraíbas? O lago brilhava à nossa frente, de um azul ensurdecedor, perdoem-me a sinestesia.

As fotos não conseguem fazer-lhe justiça, mas nós fizemos... e de imediato! BAAANHO!!!

Temperatura perfeita: check.! Vista maravilhosa: check! Energias recarregadas: check, check, check!

Moustiers de Sainte Marie

Pela tardinha, depois de uma visita à pitoresca aldeia de Moustiers de Sainte Marie, também conhecida como “O Inferno”, para quem tem problemas em estacionar o carro em ruelas a pique à beira de abismos, topámos com uma placa de direcção: “Gorges du Verdon“.

OLHA!!” exclamámos, como quem encontra um velho amigo,”sempre há para aqui um Gorrrrge!” e seguimos por uma estrada de montanha, que se foi tornando cada vez mais íngreme e serpenteante. Não era para menos.

O “Grande Canyon” Europeu

A garganta do rio Verdon, que alimenta o lago Sainte Croix, estende-se por 21 km, e chega a ter 800m de profundidade em alguns pontos, tornando-se assim o mais profundo desfiladeiro da Europa. Não é para admirar que lhe chamem o “Grand Canyon” Europeu. Os diversos miradouros mostram-nos uma beleza vertiginosa, de grandes maciços de pedra cinzenta e quedas de centenas de metros, mas a grande surpresa vem, mais uma vez, da cor: aquele fio de azul turquesa lá no fundo não é photoshop! E pensar que quase lhe passávamos ao lado...

Minúsculos Kayaks e gaivotas passeavam no azul, lá muito em baixo, deixando-nos com vontade de fazer o mesmo. Voltámos para trás e descobrimos o local onde se alugavam, mas o adiantado da tarde e as nuvens ameaçadoras que se aproximavam levaram que a nos aconselhassem a ficarmos antes pela praia. Com pena, foi o que fizemos, até nos desabar o céu em cima, mas o Verdon ficou na lista para futuras explorações. Dizem que, mais perto da nascente, o rafting é de loucos!

Quem vem??

-------------------------------------------------------------------------

INFORMAÇÕES ÚTEIS:

País: França - Provence (sudoeste)
Língua Oficial: Francês (os nativos respondem bem a linguagem gestual acompanhada de caretas e muitos rrrrrrrrrrr)
Moeda: Euro
Como ir: De carro, se tiverem coragem para 1859 km. O que se encontra pelo caminho vale a pena, ou de avião para Marselha, apenas a 2 horas de distância.
Onde ficar:beaucoup de quintas de turismo rural com excelente aspecto e de parques de campismo. Nós estavamos em fim de viagem e já nas lonas, por isso:

Camping municipal Les Roches

04500 Sainte Croix de Verdon - Téléphone : 04 92 77 78 99

Onde comer: Há um Intermarché muito jeitoso logo acima do parque de campismo e, uma vez por outra, um restaurantegourmet muito pequenino com uma varanda sobre o lago, na aldeia de Sainte Croix. Não me lembro do nome mas não é logo o primeiro que se encontra.
O que fazer: Ficar de papo-para o ar, nadar, jogar pétanc nas margens do lago, trekking, canoagem, explorações gastronómicas.
Compras: Saquinhos de alfazema para pôr as gavetas a cheirar bem, vinho, herbes de Provence, sabonetes L'Occitane a metade do preço.

Nota: artigo publicado em 29 de Junho de 2011

Exibições: 1635

Tags: viagens (lá fora)

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Pedro Castanheira em 30 Maio 2014 às 11:10

Viagem fantástica, tem tudo a ver comigo. Obrigado pela ideia, vou colocar nos meus favoritos com a indicação de fazer um dia

Comentário de João Neves em 4 Agosto 2011 às 16:24

Sandra, acho que o Rui na altura falou em 3 semanas ou algo do género.

Foi bom rever o artigo. Sempre foi dos meus preferidos.

Comentário de Sandra Passos em 4 Agosto 2011 às 15:17

Lindo. Isto foi uma viagem para quantos dias? Para ai 15 dias, não?

Montanha, cultura, praia e a Provença...Divinal :)

Comentário de Marina Soares em 4 Agosto 2011 às 13:33
Um dos meus artigos preferidos no Myguide...
Comentário de Sandra Gomes em 3 Agosto 2011 às 11:22

É isso mesmo Maria, lembro-me se ter passado pelo artigo do Rui, mas agora com calma li novamente.

Isto não é só um artigo, é uma autêntica reportagem de férias. :)

Muito bom. Quem me dera poder ir já fazer algo assim.

Comentário de Maria Inês Simões em 3 Agosto 2011 às 11:11

Acabei de receber a newsletter do myguide. Nem me lembrava deste artigo. Simplesmente fantástico. 

Deve ter sido uma viagem fantástica!

Comentário de Helena Guerreiro em 30 Junho 2011 às 17:22

Deve ter sido uma viagem cansativa, ainda é longe, mas depois conseguires captar estas paisagens, valeu bem a pena. 

Lindo!

Comentário de Ricardo Rodrigues em 30 Junho 2011 às 15:04

são alternativas aos destinos ditos normais. E das boas, as aldeias tipicas da provence...parece que estamos num filme.

Excelente artigo.

Comentário de Filipe Mendes em 30 Junho 2011 às 12:03

Toda a gente pensa logo no romance e tal. :)

É mesmo uma viagem que apetece fazer.

Comentário de Simone Matos em 30 Junho 2011 às 11:47
Maravilhosa provence!! Até se sente o cheiro a lavanda. ;)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...