As estações de comboio mais bonitas do mundo: Estação Central de Helsínquia, Finlândia

Esta estação de comboios da capital finlandesa, de estilo Art Decó, tem uma elevada torre na sua fachada e quatro estátuas que seguram esferas na porta de entrada. Cerca de 200 mil passageiros utilizam a estação por dia, tornando-a no edifício com maior tráfego da Finlândia. A estação foi terminada de construir em 1909, tendo sido aberta ao público dez anos depois, em 1919. Em 1940, o presidente finlandês Kyosti Kallio faleceu nesta estação após ter sofrido um ataque cardíaco, antes de apanhar o comboio para a sua terra natal. A torre do relógio ao lado da estação foi danificada por um fogo em 1950.

Uma das características menos conhecidas da estação é uma sala de espera privada, de 50 metros quadrados, exclusiva para o uso do Presidente da Finlândia e os seus convidados. Esta sala de espera foi completada em 1911, com o objectivo de ser usada pelo Imperador da Rússia, mas a Primeira Guerra Mundial atrasou a sua inauguração até 1919, tendo sido na altura convertida em hospital militar temporário e só depois passou a ter a sua função actual. 

Conheça Helsínquia

Exibições: 110

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2019   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço