VIAGENS (lá fora): Atrações turísticas em Lima

Peru tem como capital a cidade de Lima, conhecida como “Ciudad de los Reyes” até o final do século XVI, que é ainda hoje um dos maiores centros urbanos sul-americanos. Possui museus importantes e um centro colonial relativamente bem conservado, sendo uma cidade turística. Com aproximadamente um terço da população do país, um trânsito que não fica nada a dever ao de São Paulo e problemas comuns às grandes metrópoles da América Latina, Lima é, para o turista brasileiro, ponto de partida de uma das rotas possíveis para chegar a Cusco e a outras localidades peruanas de maior interesse turístico. A cidade fundada por Pizarro em 18 de janeiro de 1535 foi um dos pilares do império espanhol na América do Sul. Nos séculos XVI e XVII, tornou-se repleta de luxuosos palacetes e mansões. Com a independência do Peru em 1821, passou a ser a capital do país.

Os lugares que não pode deixar de conhecer em Lima:

CENTRO HISTÓRICO

Plaza de Armas (Plaza Mayor) É pena que das construções originais da época colonial não tenha sobrado praticamente nada; grandes terremotos abalaram a cidade nos séculos XVII e XVIII, destruindo a maior parte de seu património arquitetónico. Os edifícios hoje existentes na Plaza de Armas são na verdade neocoloniais (de construção relativamente recente, mas em estilo colonial), como o Palácio do Governo, a Catedral, o Palácio do Arcebispo e o Portal dos Botoneiros. A fonte no centro da praça e o pilar de bronze foram colocados ali em meados do século XVII. Centro antigo, Lima.

Catedral Em razão de diversos terremotos, a catedral limenha foi, por seguidas vezes, erguida, reerguida e restaurada, no mesmo lugar em que havia uma pequena igreja inaugurada em 1540 por Pizarro. Após o terremoto de 1746, foi reconstruída em estilo barroco-renascentista, que permanece predominante mesmo após sua última restauração, ocorrida depois que mais um tremor de terra abalou Lima em 1940. Na catedral funciona o Museo de Arte Religioso.

Casa de Aliaga A casa mais antiga de Lima foi construída em 1535 sobre um antigo santuário pré-colombiano. Uma curiosidade: ela tem sido habitada desde a época da fundação da cidade pela mesma família, descendente do primeiro proprietário. Seu interior, com grandes salões, é luxuoso. Jirón de la Unión, 224, Lima

Palacio Torre Tagle Uma bela construção do começo do século XVIII com balcões lavrados em madeira nobre e portal de pedra esculpida. Jirón Ucayali, 363 – Lima

Las Nazarenas (Igreja) Conta a lenda que, nessa igreja da segunda metade do século XVIII, sacudida pelos violentos terremotos de 1655, 1687 e 1746, a única parede que permaneceu em pé foi aquela onde um escravo africano havia pintado, sobre uma parede de adobe, a imagem de Cristo crucificado. (Curiosamente, no restante do país as paredes que permaneceram de pé foram aquelas construídas pelos incas, inclusive aquelas de templos pagãos, enquanto as de igrejas desabaram. O tal escravo devia ter muita fé!). Jirón Huancavelica esq. c/ Av. Tacna. Lima

MUSEUS:

 

Os museus de Lima (como aqueles do restante do Peru, aliás) têm quase sempre por temas achados arqueológicos e pinturas do período colonial. E nem poderia ser de outra forma. Para a maioria dos visitantes, depois de conhecer dois ou três, todos se parecem. Os mais interessados e observadores perceberão, entretanto, subtis e encantadoras diferenças no acervo de cada um.

Museo del Oro y Armas del Mundo * Uma sombra paira sobre o bom nome desse museu privado, pertencente a uma fundação, depois de denúncias de que apenas uma pequena parte das peças expostas seriam verdadeiras, sendo as demais falsificações. A polêmica continua. De qualquer forma, verdadeiros ou não (só os especialistas podem distinguir, tanto é que ficaram anos expostas e ninguém abriu a boca...), as jóias, objetos de culto, tecidos, armas e cerâmicas – algumas de cunho erótico – não deixam de ser interessantes. Av. Alonso de Molina, 1100 - Lima

Museo de Arte de Lima O belo edifício neo-renascentista do museu foi construído em ferro, inovação arquitetônica na época, para abrigar a Exposição Universal de Lima, que ocorreu em 1872. O acervo compreende cerâmicas e tecidos pré-colombianos, de diversas culturas, tais como Moche, Chávin, Nazca e Paracas, e variadas pinturas de todas as eras da história peruana, da colonial à contemporânea. Paseo Colón, 125 - Lima

Museo de la Inquisición

A Inquisição existiu no Peru entre 1569 e 1813, quando foram processadas cerca de 3.000 pessoas por “delitos contra a fé”. Os indiciados não tinham o direito de saber quem os acusava ou o teor da acusação. Os acusados eram sempre brancos ou mestiços de formação européia, não porque os inquisidores respeitassem a cultura nativa, mas por ser impossível trazer a juízo milhões de índios que mantinham suas crenças pagãs. As “investigações” incluíam torturas de arrepiar. Se você é muito sensível, não visite esse museu. Jirón Junín, 548 - Lima

Exibições: 669

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2019   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço