VIAGENS (lá fora): Como evitar bebés em aviões

Como evitar bebés no avião é uma tática que achei por bem partilhar. Todos sabemos o quanto custa apanhar um voo e depois de: 1. acordar cedo para estar a tempo no aeroporto; 2. processo de check-in com uma fila enorme; 3. vistorias, de cima a baixo para não levarmos a garrafinha de água proibida; 4. sala de espera atulhada que não tem lugar para os nossos glúteos; ...e, finalmente, quando chegamos ao voo e queremos repousar depois deste stress, ouvimos... AHHH UAHHH UAHHH!

É verdade, sejam eles nossos ou da família da fila da frente, os bebés incomodam. Ninguém quer ir num avião ao lado de um bebé chorão e sabemos bem que mesmo já na sala de espera do Gate 23, pensamos: "só espero não ficar ao pé daquela família". 

Eis que, depois de muita procura e pesquisa, descubro estas 7 formas de evitar um bebé no avião:

1. Leve auscultadores (headphones), não auriculares


Compre ou leve uns phones que cancelem o barulho ambiente.
Não pense que os auriculares do seu telemóvel são suficientes, leve aqueles auscultadores grandes, parecidos com os do seu pai (ver imagem). Não seja forreta, por 15€ consegue uns bons auscultadores que lhe garantem horas de prazer musical em vez de horas de "tortura choral"

2. Escolher o lugar certo no avião


Especialmente nas companhias aéreas não low cost, a maior parte opta por colocar os pais com bebés perto da porta de entrada/saída (maioritariamente na parte da frente). Por vezes, por o avião ter uma área especial para bebés ou pelo facto das famílias com bebés terem prioridade na entrada do avião, seja qual for a razão, esta dica oferece-nos a possibilidade de jogar com os lugares e pedir para ficarmos longe. Por isso já sabe, no meio ou na cauda do avião terá menos probabilidade de se sentar perto de bebés. Quando fizer a sua reserva online, pode escolher o lugar - talvez compense pagar um pouco mais. Se ainda não escolheu o lugar, peça no check-in (ou registe na máquina de check-ins) lugares no centro ou na cauda do avião.

 

3. Peça ajuda às assistentes de bordo


Informar a assistente de bordo do avião que o barulho do bebé o está a incomodar, muitas vezes leva a assistente a falar com os pais para se esforçarem a controlar a choradeira. Se mesmo assim, e porque por vezes também é difícil para os pais controlarem o bebé, pode insistir e pedir para  mudar para um lugar mais longe do choro. 

4. Mudar de lugar 


Principalmente em grandes voos, há muitos lugares vazios e muitas pessoas a tentaram ocupá-los. A técnica aqui é, antes mesmo do voo descolar e depois de identificar um possível chorão (bebé),  pedir à assistente de bordo para mudar de lugar. Assim que o voo estiver no ar, todos vão querer ocupar os lugares vazios para dormir. Antes que isso aconteça e antes que o bebé comece a chorar, mude de lugar. 

5. Adormecer


Leve uma manta, almofada ou mesmo uma venda para dormir. Tente antecipar todos os acontecimentos e leve algo para aumentar o seu conforto ao máximo, para que um bebé a chorar no avião não seja mais um problema mas simplesmente um pequeno barulho lá ao longe enquanto dorme. 

6. Marcar voos em horários de negócio


Tente evitar voos ao fim de semana ou nos picos de férias. Apanhar voos em dias da semana (fora feriados) ou em horários mais cedo ou mais tarde possível, vai ajudar a evitar as famílias que estão de férias e têm tempo para viajar. 

7. Perguntar aos pais se pode ajudar


Por todo o lado, esta foi a melhor solução que encontrei. Falar com os pais (principalmente se for um pai ou uma mãe sozinha) é algo que pode ajudar em muito. Por vezes não há escapatória e o melhor que tem a fazer é inverter a situação. Não só se apresenta como uma óptima ajuda para os pais das crianças como também altera o seu pensamento quanto à situação. Em vez de ficar apreensivo com o bebé se este começa a berrar no avião, psicologicamente sentir-se-á solidário com a situação. 

Exibições: 1059

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Maria Fernanda Moreira Tavares em 24 Outubro 2013 às 14:33

Pessoalmente estou inteiramente de acordo com a 7...fiz inumeras viagens transatlânticas, sozinha, e com crianças pequenas.

geralmente quem chegava para o acento do lado ficava com uma cara de aborrecimento....passado pouco tempo e vendo que tudo fazia para que também não se tornasse incomodo, logo se prontificavam para algo necessário. Cabe obviamente aos Pais terem tudo preparado para evitar choros e birras desnecessárias...ao menor sinal de fome, um biberon na boca resolve tudo :)...no final até os Parabéns recebia.

Comentário de Joana Sá Pinto em 14 Outubro 2013 às 10:57

Adorei!

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2019   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço