CULTURA: Crítica - Step Up 2: The Streets

 

Hoje vi pela segunda vez “Step Up 2: The Streets” e voltei a adorar cada movimento. A dança é a arte que mais me fascina e este é, de entre todos os filmes do género, o meu preferido.

No seguimento do “Step Up” original, este filme desenrola-se em torno de dois adolescentes que se conhecem numa escola de artes, dançam juntos em prol de um objectivo comum e acabam por se apaixonar. O argumento pouco deve à inovação e à criatividade pois conta a típica história do príncipe encantado e da gata borralheira, ou seja, a menina do bairro que aprendeu a dançar na rua e o rapaz popular, de boas famílias e com formação.

Apesar de notórias falhas técnicas, uma narrativa enfadonha e um discurso básico, estes filmes surpreendem nas coreografias fenomenais que apresentam e passam, sobretudo, uma mensagem muito importante. A dança, ou qualquer outro tipo de actividade, é uma forma de expressão pessoal que poderá funcionar como escape da vida real e, inclusive, influenciar e inspirar vários jovens a seguir um rumo alternativo, diferente e melhor. Este filme mostra que com força de vontade, talento e motivação é possível atingir objectivos e descobrir caminhos que se julgavam perdidos.

Os três filmes já existentes, "Step Up", "Step Up 2" e "Step Up 3D", proporcionam bons momentos de entretenimento através das cenas alucinantes de dança onde vários jovens bailarinos mostram todo o seu talento. De entre todas as coreografias destaco a cena final do segundo filme, que considero muito bem conseguida e verdadeiramente contagiante.

 

Exibições: 1781

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Hugo França em 24 Fevereiro 2011 às 13:38
Ahhhhhh =) obrigado!
Comentário de Erica Duarte em 24 Fevereiro 2011 às 12:49

Claro :)

Por baixo do video carregas onde diz "incorporar" e depois escolhes a opção "usar código de incorporação antigo" e copias esse código!

Comentário de Hugo França em 24 Fevereiro 2011 às 12:37

Infelizmente tens razão, ainda por cima a mim os óculos 3D dão-me dores de cabeça.

Oh Erica, podes ensinar-me como é que colocas os vídeos nos teus artigos por favor.

Eu ja fiz uns 3 artigos e tentei colocar o video do youtube e não deu =/, alias aparece enquanto eu escrevo mas quando publico desaparecem.

Comentário de Erica Duarte em 24 Fevereiro 2011 às 11:20

E sim o 3D só acrescentou valor ao bilhete de cinema, porque no filme nem se nota! Era completamente dispensável.

Comentário de Erica Duarte em 24 Fevereiro 2011 às 11:19

Sim o Step Up 3D foi mesmo uma desilusão. A cena de dança final privilegiou mais os efeitos com as luzes do que a própria coreografia. O Moose é mesmo o único com piada.

No segundo Step Up gostei muito mesmo da cena final, achei genial.

Comentário de Hugo França em 23 Fevereiro 2011 às 14:59

Infelizmente para mim o step up 3d foi o pior filme de 2010 acho que a introdução do 3D não foi suficiente para melhorar o argumento e as coreografias, principalmente do personagem principal masculino, que não sabe dançar, ao contrário dos seus homólogos nos filmes anteriores.

Giro é ver o míudo o Moose a dançar lol ele é um profissional e tem muita piada.

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Aulas regulares (e para todos) no Museu do Oriente

Criado por MyGuide 5 Jan 2021 at 10:16. Actualizado pela última vez por MyGuide 5. Jan, 2021.

Pintar como os grandes

Criado por Agenda MyGuide 24 Nov 2020 at 18:30. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 24. Nov, 2020.

É um restaurante?

Criado por Agenda MyGuide 9 Nov 2020 at 11:32. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Nov, 2020.

© 2022   Criado por MyGuide S.A. Livro de reclamações   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço