CULTURA: Lixo Extraordinário – Do lixo do Rio de Janeiro a obras de arte que tocaram o mundo!

Alguma vez pensaram como seria o maior aterro sanitário do mundo, que recebe todo o lixo da região metropolitana do Rio de Janeiro? E como são as pessoas cuja profissão é “catar” o lixo produzido pelos outros? E já imaginaram que deste lixo poderiam nascer obras de arte com impacto em todo o Mundo? Vik Muniz imaginou, e o seu trabalho resultou no incrível documentário “Lixo Extraordinário” (Wasted Land), disponível num cinema perto de si!


O documentário de Vik Muniz, “Lixo Extraordinário” é uma co-produção entre Brasil e o Reino Unido, foi exibida na secção Panorama do Festival de Berlim onde ganhou os prémios do público e da Amnistia Internacional (AI), foi nomeado a um oscar em Holywood para melhor documentário, e as fotografias tiradas foram a leilão em Londres, cujo valor obtido foi devolvido aos protagonistas para a aquisição de bens, equipamento e equilibrar as contas do jardim do Gramacho.

 


Lixo Extraordinário” é um documentário que retrata o dia-a-dia dos “catadores” de lixo, no maior aterro sanitário do mundo situado no Jardim Gramacho, no Rio de Janeiro. A função dos “catadores” de lixo consiste em procurar nos montes de toneladas de lixo produzidos pela cidade metropolitana, possíveis materiais para reciclar, reaproveitar e reutilizar. Além disso, o documentário apresenta as dificuldades dos “catadores”, os seus anseios e também as suas conquistas, num meio em que por mais incrível que pareça, o que para muitos é completamente descartável, acaba por voltar novamente para a vida dos brasileiros, e muitas vezes inclusive para as suas mesas.

O documentário “Lixo Extraordinário” não aborda a temática de forma dramática e deprimente, mas sim num ponto de vista real, mostrando a veracidade dos factos, sem a necessidade de tornar os protagonistas vítimas do seu próprio mundo. Desta forma, a abordagem efectuada às personagens é tão real como a efectuada a qualquer outra pessoa que encontramos na rua, colocando de lado elementos cinematográficos de sensacionalismo e de surrealismo.

 


Vik Muniz procura ajudar a comunidade brasileira ao mostrar como fazer a arte da transformação do lixo, um elemento constante ao longo do documentário. Desta forma, a obra de arte nasce na comunidade e reverte para a mesma, deixando um legado imortal de conhecimento e criatividade. Vik Muniz concebeu obras artísticas tão extraordinárias, transformadas a partir de uma simples fotografia, resultando na criação de imagens palpáveis onde o lixo é a principal matéria-prima para a reciclagem criativa.


É esta a justificação mais clara para o titulo do documentário “Lixo extraordinário”.



O artista plástico Vik Muniz é de origem brasileira mas reside nos EUA, onde tem diversos trabalhos realizados e colocados em exposição na Florida, Miami, Nova York e também em Montreal, Quebec (Canadá). Para realizar este documentário, Vik Muniz voltou ao Brasil onde morou 2 anos próximo do Jardim Gramacho, o maior aterro sanitário do mundo, e que recebe todo o lixo da região metropolitana do Rio de Janeiro, local onde trabalhou a sua arte plástica.

 

O documentário já teve repercussões práticas devido ao estrondoso impacto nacional e internacional. O imenso aterro começou a ser transformado em polo de reciclagem e a favela que o rodeia foi repensada pelo escritório do reputado arquitecto Norman Foster.

“Lixo Extraordinário” teve estreia no festival FESTin - Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa no Cinema de São Jorge em Lisboa e está disponível desde o dia 28 num cinema perto de si!

 


Exibições: 2487

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Filipe Amorim em 3 Maio 2011 às 23:21
Realmente é, Vik Muniz está de parabens pelas suas obras e dedicação ao revelar ao mundo esta realidade em conjunto com a sua arte! Pessoalmente, valorizo muito este tipo de universos e actos que se tornam unicos por si só, independentemente do ambito que queiramos abordar, ou seja, "Lixo estraordinário revela ser uma arte e uma realidade ambas extraordinárias! :-)
Comentário de Natacha Costa em 3 Maio 2011 às 22:35

É mesmo "extraordinário" o que fizeram com lixo =)

Comentário de Maria Costa Domingues em 2 Maio 2011 às 19:29
Normalmente gostamos de falar de locais paradisíacos. Mas é importante falar de locais feios como os aterros de lixo, uma forma de consciencializar para a reciclagem, por exemplo. Há poucos dias, também vi uma matéria sobre este tema e fiquei cismada.  Bem pensado, Filipe!

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2019   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço