O Rock In Rio não é um festival de música. É uma gigantesca feira em que a música é o primeiro chamariz mas essa premissa desde sempre assumida pela organização não impede o reconhecimento do happening que é a vinda a Lisboa de Stevie Wonder, primeiro, no sábado, e de Bruce Springsteen no epitáfio do palco principal já na transição de domingo para segunda-feira.

Para um evento que sempre se direccionou para o marketing e para a comunicação, nomes com este peso mediático têm uma capacidade agregadora quase inigualável. Currículo, importância histórica e canções de reconhecimento popular tornam os concertos destes dois veteranos em noites que dificilmente se voltarão a repetir. Não só porque o rock de estádio está em vias de extinção como pela idade de ambos: Springsteen tem 63 anos e já via a sua E-Street Band perder Clarence Clemons e Danny Federici; Stevie Wonder tem mais nove e é mais assíduo em galas do que em digressões. Numa conjuntura de crise, já nem as grandes digressões estão imunes. O tema é inteligentemente debatido no Dinheiro Vivo e mostra que poderá estar a acabar o tempo em que o dinheiro perdido com os discos era recuperado com os concertos. O futuro do negócio pode passar pelo streaming mas modelos como o Spotify ainda não convencem totalmente, com artistas como Coldplay e Black Keys a recusarem  ceder conteúdos por defenderem que os artistas são prejudicados em relação ao serviço.

Como a música circula livremente, canções como Born In The Usa ou Superstition têm o poder cada vez mais raro de tocar em Lisboa ou Lavacolhos. São clássicos indiferentes ao tempo e ao contexto: a primeira é um hino a um sonho americano que nem a recessão na economia estanca; a segunda um hino ao funk gravado por Stevie Wonder com apenas 22 anos. 

Como Leonard Cohen ou Bob Dylan, Bruce Springsteen e Stevie Wonder são dois dos maiores artistas vivos. O Boss um embaixador do rock americano de estádio que cumpriu uma última década imparável, desde que o 11 de Setembro o despertou novamente para as hemorragias do seu país, e dá concertos incansáveis de três horas. O segundo uma lenda viva da música negra, conectado com o presente através da inspiração assumida por músicos como Janelle Monáe, Aloe Blacc ou Michael Kiwanuka, e que pela acção cada vez mais rara, emana um carisma especial.

Desta vez, não há como atacar o cartaz do Rock In Rio. Se há concertos que podem parar a cidade, são estes como seriam também Madonna ou os U2. O que todos têm em comum é música com a capacidade de agrupar famílias completas e congestionar as redes sociais. Nem a hora marcada para o concerto de Springsteen (23h40 de domingo), nem o relativo ostracismo a que música negra foi votada em Portugal podem impedir este acontecimento geminado.

Exibições: 626

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Marketing de Conteudos em 6 Junho 2012 às 22:38

Parabéns pelo artigo. Estive lá, grande concerto, grande boss. Este artigo merece um brinde:)

Comentário de Luis Marques Cotonete em 31 Maio 2012 às 6:55

Não gosto do parque da Bela vista para festivais de música, grande parte das vezes nem consigo ver os artistas, como aconteceu com a Madonna. Agora o cartaz Bruce Springgsteen, mesmo com a idade que tem, vale sempre a pena ver.

Comentário de Miguel Sur em 31 Maio 2012 às 3:22
Tenho saudades de ver estes grandes artistas em concertos indivíduais.
Não sou muito de festivais. O ultimo foi à mais 10 anos no hype meco e ainda hoje limpo o pó das minhas botas de estimação.
Venham ao estádio nacional e eu lá estarei :)
Comentário de Violeta Maio em 30 Maio 2012 às 10:17

Concordo com o Herculano!

Gostava imenso de ver Stevie Wonder e Bryan Adams, seria um bom flashback :)

Comentário de Herculano Filipe Câmara em 30 Maio 2012 às 5:35

Muito Bom artigo. Parabéns! 

Comentário de Ana Tomasi em 29 Maio 2012 às 10:07

Não querendo desprezar os músicos em questão, em relação a esta romaria das famílias ao Parque da Bela Vista só tenho a dizer uma coisa: o pessoal tem é saudades da feira popular! ;)

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Eventos em Destaque

Fevereiro 2024
DSTQQSS
123
45678910
11121314151617
18192021222324
2526272829
       

Notícias

Aulas regulares (e para todos) no Museu do Oriente

Criado por MyGuide 5 Jan 2021 at 10:16. Actualizado pela última vez por MyGuide 5. Jan, 2021.

Pintar como os grandes

Criado por Agenda MyGuide 24 Nov 2020 at 18:30. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 24. Nov, 2020.

É um restaurante?

Criado por Agenda MyGuide 9 Nov 2020 at 11:32. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Nov, 2020.

© 2024   Criado por MyGuide S.A. Livro de reclamações   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço