GASTRONOMIA: Luís Baena manifesta alguns dos seus segredos

O internacional Luís Baena correu meio mundo antes de se fixar em Portugal. Aqui ficou conhecido pelo projecto da Penha Longa, e por muitos outros, como a Quinta de Catralvos, em Azeitão, e o Terraço, no Tivoli Lisboa. Mais recentemente passou a assinar um bem sucedido Manifesto.


Para além de tudo isto, aceitou integrar o evento Estoril Fusão, onde, a 10 de Maio, apresentará algumas das suas criações.
E, sim, também não se escusou a revelar alguns dos seus segredos…


Onze segredos do Chefe:


O melhor prato da sua mãe: Lagosta suada
Quem cozinha habitualmente em sua casa: Depois do divórcio, só eu. Antes, os dois e a minha filha Carolina.
O ingrediente que não pode faltar na sua cozinha: Paixão
O ingrediente de que prescinde com facilidade: Rotina
O prato que faz quando precisa de jantar daí a 10 minutos: Esparguete com tomate e manjericão
O prato que prefere da cozinha tradicional portuguesa: Migas com entrecosto
O restaurante português onde leva um amigo estrangeiro (não vale sugerir o seu!): Tasca da Esquina
Um Chefe que seja uma inspiração para si: Joel Robuchon
Um bom hábito alimentar nacional: Sopas
O país que aconselha para fazer turismo gastronómico: Japão
Três ingredientes que fazem um bom Chefe:  Perseverança, idade, permeabilidade a novas ideias, técnicas e conceitos.


Biografia:
Com uma experiência acumulada de 28 anos, terminada a formação inicial em
Bruxelas, trabalhou como Chef Executivo ao serviço de cadeias de hotéis de 5 estrelas tais como a Hilton, Westin, Marriott e Meridien onde trabalhou com Paul Bocuse.
Desenvolveu uma carreira internacional que o levou a trabalhar e viajar pelo Brasil, México, Estados Unidos da América, Macau, Hong Kong, Ilhas Maurícias, Angola, Nigéria, Quénia, Holanda Bélgica, França… O Japão tem sido um destino frequente, onde tem feito promoções gastronómicas e formação.
Em Portugal ficou conhecido pelo projecto do complexo da Penha Longa – Hotel
golf e resort. Regressado do Hong Kong em 1998, onde foi Chef no que era considerado o melhor restaurante italiano “Il Rigolletto”, foi convidado para director geral da Cerger, empresa concessionária de espaços de restauração como o C.C.B., Golf da Aroeira, Cosmos e Doca 6, Apolo 70, Padaria da Lapa, entre outros.
Consultoria, gestão, formação e catering foram áreas a que se dedicou como actividades paralelas e complementares nos últimos anos.
Tem sido convidado para seminários e congressos, como orador, e tem acumulado carreira docente em colaboração com o INFTUR, Escola de Hotelaria do Estoril, Centro Nacional de Cultura, Cozinhomania e ISNP, e é autor de livros de cozinha.

A sua paixão mais recente chama-se Manifesto.

Exibições: 1302

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Aulas regulares (e para todos) no Museu do Oriente

Criado por MyGuide 5 Jan 2021 at 10:16. Actualizado pela última vez por MyGuide 5. Jan, 2021.

Pintar como os grandes

Criado por Agenda MyGuide 24 Nov 2020 at 18:30. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 24. Nov, 2020.

É um restaurante?

Criado por Agenda MyGuide 9 Nov 2020 at 11:32. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Nov, 2020.

© 2022   Criado por MyGuide S.A. Livro de reclamações   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço