GASTRONOMIA: Refeições ao gosto do freguês no Mercado de Campo de Ourique

Há sabores para todos os apetites no renovado Mercado de Campo de Ourique. À mesma mesa juntam-se os que gostam de marisco, os que preferem o petisco, os amantes da carne ou os que não resistem ao peixe cru…

Nove meses passaram desde a chegada desta novidade e nem assim o entusiasmo esmoreceu. O Mercado de Campo de Ourique foi melhorado com uma área de quiosques e tasquinhas em novembro de 2013 e, desde então, é a estrela do bairro. Quando o visitámos, numa aparente pacata noite de Agosto, com a cidade meio adormecida e lugares de estacionamento com fartura, fomos surpreendidos com uma inesperada agitação. Afinal, o mercado estava ao rubro, mas não ao ponto de nos fazer querer recuar. As luzes eram convidativas, a música jazz ambiente não se elevava em demasia, as mesas iam vagando e, claro, as bancas “apregoavam” tudo de bom que tinham para oferecer.

A primeira volta de reconhecimento aumentou-nos o apetite e fez desejar não um tabuleiro, mas um grande cesto de verga, como os que levávamos antigamente ao mercado, de onde sairíamos bem carregados. Como tal não era possível, tivemos de optar entre as criações a pedido, elaboradas pelo sushiman da Tasca Japonesa, as frigideiras fumegantes da Frigideira do Bairro, os petiscos tradicionais do 2 à Esquina, as empadas quentinhas da Empadaria, o hambúrguer artesanal do U-Try, o belo naco de carne do Atalho do Mercado, um prato de enchidos e queijos da Charcutaria Lisboa, uma chapada dada pel’os Primos, os percebes, a sapateira e outros frutos do mar do Mercado do Marisco, o carpaccio de carne ou de peixe da Contessa, a sanduíche de leitão na Casa do Leitão, as crocantes chicken wings do Joe’s Shack…

Sem grande critério e com a fisgada de voltarmos em breve para ir provando tudo o resto, pedimos um par de chapadas (que deixaram como marcas apenas a boa recordação da junção de sabores da tortilha com os ingredientes frescos escolhidos) e uma gulosa casca de sapateira. Acompanhámos com vinho a copo, mas também poderíamos ter optado por uma sangria, por uma cerveja do mundo ou por um Gin bem fresquinho. Adoçámos o palato com um Gelati di Chef, mas piscámos o olho aos papos de anjo da Casa dos Ovos Moles e aos brigadeiros da Oficina do Brigadeiro.

Saciados e animados, a troco de pouco menos de 15 euros (por pessoa), saímos com vontade de voltar, o que já não é pouco e explica o constante vaivém, diurno e noturno, do renascido Mercado de Campo de Ourique.

 

Mercado de Campo de Ourique

R. Coelho da Rocha, 1350-075 Lisboa

(+351) 211 323 701

Domingo a quarta, das 10:00 às 23:00; quinta a sábado, das 10:00 à 01:00.

Exibições: 1155

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2019   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço