GASTRONOMIA: Viagem de sabores pelos restaurantes internacionais de Lisboa

Uma verdadeira volta ao mundo é o que lhe propomos neste pequeno guia de restaurantes internacionais da capital.


Quando a fome de viajar aperta, nada como saciar essa vontade à mesa de um restaurante de cozinha internacional. Em pouco tempo, fica-se com um gostinho de outras paragens que poderá acalmar o ímpeto de sair fronteira fora. (Ou não, cuidado! Se a experiência for realmente boa, pode até atiçá-lo…) Para ajudar nesta viagem de sabores sem sair do país, propomos um conjunto de moradas que oferecem genuínas e sugestivas gastronomias de outras culturas.


Italiano
Casanostra

Restaurantes italianos, tal como os chapéus, há muitos. Mas este continua a transportar-nos para território transalpino, como outros não o sabem fazer. De portas abertas desde 1986, esta acolhedora casa do Bairro Alto continua a oferecer uma cozinha genuína, com produtos selecionados e vindos diretamente de Itália.
No menu deste restaurante da italiana Maria Paola Porru marcam presença pratos menos óbvios do que a pizza. É o caso dos Carpaccio, do Tagliolini al Pesto, do Fettucine ai Porcini, dos Bifinhos com Marsala, da Saltimboca alla Romana, e de sobremesas como a Panna Cota com Mirtili.

Das 12:30 às 14:30 e das 20:00 às 23:00. Encerra sábados e feriados ao almoço.
Travessa do Poço da Cidade, 60, Bairro Alto, 1200-334 Lisboa
(+351) 213 425 931
Site:Casanostra


Francês
Brasserie Flo

A Brasserie Flo de Lisboa faz parte de uma cadeia que, depois de conquistar Paris, se estendeu a algumas das mais importantes cidades do mundo, mantendo em todas o mesmo cunho francês. Nesta “cervejaria” francesa, a cerveja dá lugar ao champanhe e os tremoços são substituídos pelas ostras. Situada no rés-do-chão do Hotel Tivoli, mas com entrada autónoma pela Avenida da Liberdade, esta brasserie disponibiliza cerca de 16 variedades de ostras, mas também pratos como a choucroute, a sopa de cebola gratinada, o bife tártaro e o entrecôte com gratin dauphinois. Nas sobremesas marcam presença os crepes, profiteroles, gelados e sorvetes.


Todos os dias, das 07:00 às 10:30, das 12:30 às 16:00, das 19:00 às 23:30.
Tivoli Lisboa, Avenida da Liberdade, 185, 1269-050 Lisboa
(+351) 213 198 977
Site: Brasserie Flo


Belga
A Travessa

Cozinha belga servida no magnífico ambiente do antigo Convento das Bernardas. Aos sábados servem Moules Frites, os mexilhões com batatas fritas que os belgas tão bem conhecem e os portugueses vêm aqui descobrir. Delicioso!


Das 12:30 às 15h (de terça a sexta-feira) e das 20h às 24h (de segunda a sábado).
Tv. do Convento das Bernardas, 12, Santos-o-Velho, 1200-638 Lisboa
(+351) 213 902 034
Site: A Travessa


Austríaco
Kaffeehaus

Este é mais um espaço que comprova o carácter multicultural da nossa bela capital, desta feita, com influência da cultura austríaca, visível em cada pormenor: da comida à decoração, passando pelos hábitos, tudo faz lembrar os cafés de Viena. Servem durante todo o dia pratos da cozinha austríaca como Herbstsalat mit Erdäpfelkäs´und Speck (Salada Outono com pasta de batata e queijo fresco, presunto austríaco, alface e tomate), Leberkäsesemmel (Especialidade da charcutaria austríaca servida quente no pão com mostarda austríaca), Original Wienerschnitzel mit Erdäpfelsalat (Escalope de vitela branca panado com salada de batata ou salada de batata e maionese) ou Salzburger Bierfleisch (Guisado de novilho a moda do Salzburgo com cerveja preta, presunto austríaco, raiz do aipo e especiarias acompanhado de pão).

Aos sábados, domingos e feriados há um diversificado menu de brunch.


Terça a sábado, das 11:00 às 24:00, domingo e feriados, das 11:00 às 20:00.
R. Anchieta, 3, Chiado, 1200-023 Lisboa
(+351) 210 956 828
Site: Kaffeehaus


Russo
Tapadinha

Saborosa gastronomia russa entre paredes vermelhas recheadas de ícones do país. Aqui provam-se originalidades como o "Galubtsi" (vegetais recheados com carne em molho de tomate com natas), tártaro de salmão com cebolinho fresco, bacalhau fresco à moda de "Leningrad", bolas de garoupa em vapor com creme verde de salsa ou vitela com cogumelos russos e batatas no púcaro cobertos com massa de pão. Tudo acompanhado de uma boa vodka, como não poderia deixar de ser.


Das 12:00-15:00 e das 20:00 à 01:00. Encerra ao domingo.
Calçada da Tapada, 41, Alcântara, 1300-545 Lisboa
(+351) 213 640 482
Site: Tapadinha


Grego e Libanês
Encanto Mediterrâneo


No Parque das Nações, a dois minutos do rio Tejo, um restaurante que apresenta especialidades gregas e libanesas. Salada grega, Falafel (bolinhos de grão de bico com pasta de sésamo), Humus (puré de grão de bico), Tarama (ovas de bacalhau com azeite e sumo de limão),Tabouleh (salada com bulgur, couscous, salsa, tomate, cebola, limão), Shish Baraq (tortellini recheados com carne vaca e pinhões) apresentam-se distribuídas pela carta ou menus de degustação.


Segunda a sábado, das 12:30 às 15:30 e das 19:30 às 24:00; domingo, das 12:30 às 15:30.
Alameda dos Oceanos, Lt 1.02.1.1 CD, Parque das Nações , 1990-203 Lisboa
(+351) 218 053 579

Site: Encanto Mediterrâneo


Turco
Dervixe

O restaurante Dervixe abriu portas em 2011 em plena Avenida 24 de Julho. Aqui, a rainha da mesa é a comida turca. Basta escolher o que lhe parecer melhor, sem medos, e deliciar-se com especialidades da casa como o pão turco, o Makrube, para os mais aventureiros, o Iskender Kebab – pão turco, carne halal de vaca envolta em molho gratinado de tomate, manteiga e especiarias, arroz e um soberbo molho de iogurte –, ou mesmo as Kofte – almôndegas turcas grelhadas. Os pratos não ultrapassam os 10€ e, a juntar a isso, o cliente pode levar a sua própria bebida para acompanhar a refeição já que o Dervixe não serve bebidas alcoólicas.


De terça a sexta, das 10:30 às 15:30 e das 19:30 às 24:00. Sábado e domingo das 11:30 às 15:30 e das 19:30 às 24:00.
Avenida 24 de Julho 84 A, 1200-870 Lisboa
 (+351) 218 095 031


Moçambicano
Ibo

Num antigo armazém de sal do Cais do Sodré, o azul do rio confunde-se com as memórias de um lugar distante, a ilha do Ibo, no norte de Moçambique. Aqui, tal como na ilha do Índico, cruzam-se culturas e a sua cozinha recebe não só as influências da gastronomia portuguesa e moçambicana, como do resto do mundo. É assim que à mesma mesa se reúnem um caril de caranguejo desfiado, lombinhos de peixe em molho de coco e coentros com puré de mandioca e batata-doce, Chacuti de cabrito, mas também uma salada mediterrânica, uns filetes de polvo com arroz malandrinho ou um cabrito assado com grelos salteados e batatinhas à padeiro.


Terça a quinta, das 12:30 às 15:30 e das 19:30 às 23:00. Sexta a sábado, 12:30 às 15:30 e das 19:30 à 01:00. Domingo, das 12:30 às 15:30.
Armazém A – Compartimento 2, Cais do Sodré, 1200-450 Lisboa
213 423 611
Site: Ibo


Cabo-verdiano
Casa da Morna
A Casa da Morna abriu as suas portas em Junho de 2004 e conta com Tito Paris entre os seus sócios. Neste espaço respira-se Cabo Verde e provam-se os seus paladares mais irresistíveis como a Cachupa ou a Muamba de galinha. O ambiente caloroso e acolhedor de África está bem presente nesta casa de paredes pintadas em tons quentes e decoradas com retratos de músicos cabo-verdianos. A música não podia faltar e os sons de África invadem o espaço com a actuação ao vivo da banda da casa, tornando a experiência ainda mais genuína.


Quarta a domingo, das 20:00 às 02:00.
R. Rodrigues Faria, 21, Alcântara, 1300-501 Lisboa
(+351) 213 646 399

Brasileiro
Uai!


Neste restaurante de comida mineira o feijão tropeiro, tutu, pãozinho de queijo, frango com quiabo e outros sabores típicos do Estado brasileiro de Minas Gerais são reproduzidos com a maior fidelidade possível. Sem esquecer a famosa cachaça (nova ou envelhecida), a caipirinha e os doces da região de Araxá... Os pratos são cozinhados em panelas de pedra-sabão e servidos em regime buffet. O espaço é amplo, com mesas espalhadas por dois andares e pela esplanada, com vista para o Tejo.

Terça a sábado, das 20:00 às 23:00. Quinta a domingo, das 13:00 às 15:00. Encerra à segunda.
Rocha do Conde de Óbidos, Cais das Oficinas, Armazém 114, 1350-352 Lisboa
(+351) 213 900 111
Site: Uai

Argentino
La Paparrucha

Seguindo os valores da gastronomia argentina, é um restaurante que tem como principal atractivo a carne daquele país, cozinhada na grelha, reservando algum espaço da sua ementa também ao peixe grelhado, às massas e às saladas.


Segunda a sexta, das 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 02:00; sábado e domingo, das 12:00 às 16:00 e das 19:00 às 02:00.
R. D. Pedro V, 18-20, 1250-094 Lisboa
(+351) 213 425 333

Site: La Paparrucha

Japonês
Novo Bonsai
Um dos mais antigos japoneses da cidade e, por isso, responsável por iniciar tantos de nós nos prazeres da gastronomia japonesa, não poderia deixar de constar neste roteiro. Com um ambiente discreto, ao qual não falta um pequeno espaço recolhido para refeições mais sossegadas, propõe, para além dos habituais sushi e sashimi, especialidades como o fondue de carne ou legumes (aqui cozido em vez de frito), as tempuras e as saladas.


Das 12:30 às 14:00 e das 19:30 às 22:30. Encerra ao domingo, segunda e sábado ao almoço.
R. da Rosa, 244-248, 1200-391 Lisboa
(+351) 213 462 515

Goês
Cantinho da Paz
Num espaço acolhedor, tal como o próprio nome sugere, este restaurante propõe genuínas especialidades goesas. Entre estas contam-se os bojés (uma entrada preparada com farinha de lentilhas, cebola, cominhos e açafrão-das- índias), os pratos de caril, como o de caranguejo ou o de gambas, ou o xacuti.


Todos os dias, das 12:30 às 15:00. Domingo a quinta, das 19:30 às 22:30. Sexta e sábado encerra às 23:00.
R. da Paz, 4, 1200-321 Lisboa
(+351) 213 901 963


Malaio, Vietnamita, Indonésio…
Malaca Too

O restaurante de cozinha asiática de fusão que fez história no Clube Naval de Lisboa está hoje instalado na LX Factory, mais exactamente na Livraria Ler Devagar. É assim que entre as enormes rotativas da antiga gráfica Mirandela descobrimos mesas corridas e uma cozinha de onde saem as especialidades de Yoon vindas da Malásia, Tailândia, Indonésia, Japão, Vietname. Aqui, podemos começar a refeição com um crepe Vietname ou com uma deliciosa Gyoza. Continuamos com um inspirado caril verde (de peixe e camarão), uns Mala Hai (caranguejos de casca mole), ou o malaio Rendang (carne com molho de coco). Terminamos com um surpreendente queijo batido com doce de castanha. Os cocktails de nome exótico, nos quais não faltam os frutos tropicais, são outra das características que deram fama à casa.


Segunda a sábado, das 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 24:00.
Ler Devagar, LX Factory - Rua Rodrigues Faria, 103, Alcântara, 1300-501 Lisboa
(+351) 967 104 142


Tailandês
Banthai
Situado em Alcântara, é um dos mais representativos restaurantes tailandeses da capital. A sedução do oriente milenar, num espaço moderno e original, expressa-se um menu composto de 44 pratos diferentes. Destaque para o Tom Yam Kung (sopa tailandesa tradicional, de camarões cozinhados com ervas), o Gang Ped Pep Yang (pato assado com caril vermelho), ou o Poo Pad Phong Karee ( carangeujo frito com aipo, cebola, combinado com caril amarelo).


Segunda a sábado, das 12:00 às 15:00 e das 19:30 às 23:30.
R. Fradesso da Silveira, 2 (traseiras), Loja 9 - Edifício Alcântara Rio, 1300-260 Lisboa
213 621 184
Site: Banthai

Exibições: 7735

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de MyGuide em 5 Setembro 2012 às 18:49

Boa, Anas! Obrigado pelo contributo. Aos poucos, este guia vai ficando mais apetitoso.

Comentário de Ana Pracaschandra em 5 Setembro 2012 às 13:17

Faço a sugestão de um restaurante que serve iguarias tradicionais provenientes do norte de Estrasburgo: Flammekueche - um género de pizzas com massa muito mais leve, fina e crocante. A oferta é variada e o Storik apresenta mais de 14 variedades de Flammes. Paio e Queijo de Cabra, Chévre e Mel, Frango e Estragão ou então as doces: Banana, Chocolate ou Maçã e Canela. 

Morada: Rua do Alecrim 30B-30D
1200-018 Lisboa

Tel.:  21 604 03 75

Comentário de Ana Tomasi em 31 Agosto 2012 às 11:05

Acrescento a este vosso guia um chinês bem original que conheci há uns meses: o Hua Ta Li, no Martim Moniz. Fiz um artigo aqui no MyGuide: http://myguide.iol.pt/profiles/blogs/gastronomia-uma-vis-o-da-china

Comentário de Maria Claudia Rocha Ferreira em 23 Agosto 2012 às 21:46

Ora pois claro que há! Ando a ver se arranjo um bom tempinho para partilhar convosco os lugares maravilhosos que tenho conhecido cá pelos trópicos;D Darei novidades em breve!

Comentário de MyGuide em 23 Agosto 2012 às 17:24

Que bom, Maria Cláudia! Abrir o apetite para todas as coisas boas é a nossa missão! ;) E por aí? Não há outras experiências saborosas para partilhar?

Comentário de Maria Claudia Rocha Ferreira em 23 Agosto 2012 às 15:40

Aquela Moranga com Bobó de camarão, prato típico do litoral baiano no Brasil, deixou-me ofegante agora, com a vontade de comer uma assim! É maravilhoso! Até já escrevi sobre essa pérola da culinária Brasileira num outro artigo meu: http://myguide.iol.pt/profiles/blogs/viagens-la-fora-angra-do-reis
Adorei o artigo! Fez-me matar um pouco das saudades apertadas que tenho da minha Lisboa...;) Obrigada MyGuide;)

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2019   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço