PASSEIOS (cá dentro): Lisboa Autêntica, uma boa forma de conhecer a cidade

Acha que conhece mesmo a cidade de Lisboa? A Lisboa Autêntica convida toda a gente, de turistas de passagem a alfacinhas sabichões, e prova que ainda há sítios e histórias desconhecidas na cidade. Vamos passear?

Desde Março de 2011 que a Lisboa Autêntica começou a organizar passeios pela capital. Sob o lema “Real Walks”, em português qualquer coisa como passeios reais, aqui organizam-se mais do que simples visitas guiadas - os próprios definem-nos como “momentos de experiência, descoberta e boa disposição, que envolvem os participantes com a população local e os parceiros mais reputados”.

Durante o passeio, consoante o roteiro que escolher, poderá fazer perguntas ao chef de um restaurante com estrela Michelin, provar um dos melhores vinhos do país, entrar em palácios do século XVIII, descobrir os novos artesãos da cidade ou experimentar iguarias exóticas como dim sum, entre outras experiências únicas.

Entre os vários roteiros possíveis contam-se o Lisboa Vínica, o Lisboa Gastronomia do Mundo, o Lisboa Aristocrática: Sétima Colina, o Lisboa Gastronómica: Passeio & Cultura, o Lisboa Moura: Cerca Velha, o Lisboa Operária: Pátios e Vilas e o Lisboa das Artes e Ofícios.

Organizam-se passeios todos os fins-de-semana, sendo que, se desejar algum passeio a título privado também é possível, basta juntar um pequeno grupo e marcar.

E se é um criativo e tem ideias de outros roteiros possíveis para se fazer na bela cidade de Lisboa, basta sugerir, pois a Lisboa Autêntica organiza passeios a pedido, com temáticas diferentes das já estabelecidas.

Para participar nos passeios gastronómicos e vínicos é necessário fazer reserva prévia. Em relação aos restantes passeios, precisa apenas de aparecer no local designado para o encontro no dia e hora marcados.

E, num futuro próximo, os passeios vão ser realizados também para grupos estrangeiros, com versões em alemão, inglês, espanhol, francês e italiano. Se tiver um amigo de “fora”, esta poderá ser uma boa ideia para surpreende-lo.

Fácil, não é? Pois então deixamos-lhe agora a programação das próximas semanas e os contactos. Porque não pode ser tudo tão facilitado, chegou a parte complicada: escolher!


PROGRAMAÇÃO


Lisboa Gastronómica: Passeio & Cultura

3 Março

Preço: 20€


Lisboa Moura: Cerca Velha

11 Março

Preço: 10€


Lisboa Operária: Pátios e Vilas

17 Março

Preço: 10€


Lisboa das Artes e Ofícios

24 Março

Preço: 10€


Lisboa Autêntica

Telefone: 917 666 254

Site: Lisboa Autêntica

Facebook: Lisboa Autêntica

Exibições: 2443

Tags: lisboa, passeios, passeios (cá dentro), turismo

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Violeta Maio em 10 Maio 2012 às 10:55

Concordo 100% consigo Lúcio.

Acho uma vergonha!

Comentário de Lúcio Studer em 9 Maio 2012 às 14:45

Não conheço nem "Eu amo Lisboa" nem "Lisboa Autentica", mas estas mensagens deixadas são muito desadequadas para quem trabalha em turismo. Isto é uma comunidade aberta, onde qualquer pessoa pode partilhar coisas. Divulgue as suas propostas também, em vez de apenas criticar. As propostas deixadas neste artigo parecem-me bem interessantes.

Comentário de Eu Amo Lisboa em 5 Março 2012 às 18:50

Caros Redactores do MyGuide que responderam ao meu comentário,

Em retorno ao vosso comentário, acrescento que, infelizmente, a pessoa que redigiu a notícia/peça não foi de facto isenta, nem rigorosa. Quando alguém (leia-se jornalista) se propõe, principalmente por motivos profissionais, a escrever sobre determinado assunto, não deverá empreender primeiro uma pesquisa sobre o tema? Não deve primeiro atender a critérios contrários a entusiasmo e a liberdade criativa?

Por acaso, a Eu Amo Lisboa -- e repito -- faz desde 2007 o mesmo tipo de actividades que a Lisboa Autêntica, pelo que o vosso "entusiasmo perante as propostas que a Lisboa Autêntica oferece, nomeadamente os roteiros com temáticas originais ou de possibilidade de pedir passeios à medida" revela, da vossa parte, uma grande falta de conhecimento, de informação, que profissionalismo. Na verdade, ficámos tão mal impressionados com aquilo que lemos e, sobretudo, com aquilo que a vossa notícia/peça trouxe ao de cima, que iremos deixar de utilizar as vossas informações ou propostas, pois, quer queiram quer não, foram demasiado parciais para a postura que se exige de um jornalista e de um canal de informação dito da comunicação social. Não vejo como podem considerar-se uma 'comunidade' quando são, afinal, informações ou comunicadores de informação.

E essa péssima impressão que deixam entre nós reforçou-se com a vossa 'proposta': querem, portanto, que a Eu Amo Lisboa e a Carla Carita façam o vosso trabalho, não é?! Infelizmente, é mesmo lamentável tal 'proposta', mesmo que com o pretexto de existirem com o propósito de 'convidar' todos os membros a editar os seus próprios artigos. E este desagradável episódio nem merece mais comentários. Há muitas outras fontes de informação, seja pela Internet ou não. De modo que passaremos a consultar outras 'comunidades'.

Atentamente,

Marisa Costa

Comentário de ana dias em 5 Março 2012 às 17:42

Aconcelho vivamente ja fui a duas visitas com eles, fantastico

Comentário de Ana Tomasi em 1 Março 2012 às 17:55

Lisboa das Artes e Ofícios é a minha cara. Fixe!

Comentário de MyGuide em 1 Março 2012 às 11:58

Bom dia Marisa,

Ao contrário do que sugere, não somos amigos de nenhum elemento desta empresa, infelizmente. O título que a chocou, porque depreendemos que é só a isso que se refere, é mais o resultado de um entusiasmo perante as propostas que a Lisboa Autêntica oferece, nomeadamente os roteiros com temáticas originais ou a possibilidade de pedir passeios à medida. Quando dizemos que é "a melhor forma de conhecer a cidade", não estamos à espera que se pense que a adjectivação seja entendida como o resultado de um apurado estudo de mercado, mas sim como uma liberdade criativa que, podemos reconhecer, foi um pouco excessiva. Por essa razão, apresentamos as nossas desculpas. Finalmente, tal como propusemos à Carla Carita, convidamo-la a apresentar aqui a Eu Amo Lisboa, porque o MyGuide é, na sua essência, uma comunidade que convida a que todos os membros editem os seus próprios artigos.

Comentário de Eu Amo Lisboa em 1 Março 2012 às 6:16

Chamo-me Marisa Costa e sou coordenadora da Eu Amo Lisboa, um grupo de investigadores formados em disciplinas diversas, uma das quais Turismo. Eu própria sou guia-intérprete com carteira profissional. Ao ler esta notícia ontem, dia 29 de Fevereiro, de imediato reagi, tal como reagiu a Carla Carita, embora por motivos algo diferentes. Enviei um email que, até ao momento, não obteve qualquer retorno. Por me parecer ter afinidades com a questão-protesto da Carla Carita, passo a citar o que mandei à redacção do My Guide:

"De: Eu Amo Lisboa <euamolisboa@gmail.com>
Data: 29 de Fevereiro de 2012 13:37
Assunto: Re: Restaurantes premiados, passeios em Lisboa e uma padaria apetitosa
Para: Newsletter MyGuide <news@newsmyguide.info>

Caros Senhores,

Costumamos receber as vossas newsletters, que se revelam sempre úteis para nós.
Desta vez, ao lermos as notícias referentes a um grupo de colegas que realiza, como nós, propostas diferentes em Lisboa, não podemos deixar de reagir à forma como apresentam as actividades da «Lisboa Autêntica».
As propostas de passeios do Paulo Antunes e seus colegas são, como já tivemos oportunidade de ver, interessantes e alternativas. Mas não são, se nos permite, "a melhor forma de conhecer a cidade", pois esse julgamento parece-nos tendencioso e denunciador de 'compadrios', quando a imprensa deve, por princípio, manifestar-se isenta e rigorosa. Devem ser os clientes a expressar esse tipo de considerações, não os jornalistas.
A Eu Amo Lisboa existe desde 2007. E desde 2007 que apresentamos propostas igualmente alternativas às ofertas que, por exemplo, a Câmara Municipal de Lisboa proporciona aos interessados em descobrir e conhecer o património da cidade. Alternativas também às propostas da Lisboa Autêntica. Não seria mais correcto e profissional empreenderem uma pesquisa e um estudo sobre a matéria (porque há mais pessoas / grupos / empresas a propor este tipo de serviços na cidade) antes de adjectivarem, de forma pouco límpida e honesta, os serviços de alguém que porventura é amigo de um elemento da vossa redacção? Não estamos a acusar, somente a especular sobre algo a que a leitura desta newsletter suscitou. (...)".
Seria, de facto, desejável que organismos da comunicação social como o My Guide, ou que tal se considerem -- considerando que pretendem pôr em prática o conceito de comunicação social --, exija aos seus colaboradores, jornalistas e/ou outros que publicam textos/notícias/peças, uma pesquisa mínima que seja antes de elaborarem = redigirem os textos.
O tipo de serviço que a Eu Amo Lisboa e a Lisboa Autêntica oferecem não corresponde ao género de trabalho a que  a Carla Carita -- não se zangue comigo, por favor -- se referiu, porquanto os profissionais de informação turística, vulgo guias, não estão aptos a realizar as visitas que propormos, tendo em conta somente a formação de base que a licenciatura proporciona. Mas a Eu Amo Lisboa está solidária com a crítica da Carla, sobretudo porque tem sido recorrente na comunicação social portuguesa ignorar por completo o importante serviço que os profissionais do turismo prestam ao país. Como em todas as profissões, há gente muito boa, boa, regular, medíocre, má e muito má. Contudo, funcionam como um colectivo e que tem representação sindical há já muitas décadas.
Qualquer jornalista ou autor de textos / peças / notícias como esta do My Guide encontra facilmente informação sobre esta classe de profissionais. Talvez com um maior sentido de responsabilidade e de respeito se pudesse evitar a vergonhosa 'prestação' que, por exemplo, a TVI fez aos profissionais de informação turística no passado dia 21 de Fevereiro, 'por acaso' dia do guia-intérprete OFICIAL.

Comentário de MyGuide em 29 Fevereiro 2012 às 14:39

Carla, convidamo-la, desde já, a partilhar aqui todos as visitas guiadas que ache úteis para os leitores do MyGuide.

Comentário de Carla Cristina Carita em 29 Fevereiro 2012 às 13:48

Desde há 100 anos que em Portugal existe uma profissão legalmente reconhecida, os guias intérpretes nacionais que têm uma formação superior equivalente a licenciatura, com um exame final de habilitação à respetiva carteira profissional. 

Não reconheço nesta proposta por parte da "Lisboa autêntica" nada de novo, e tão pouco qualificação por parte dos intervenientes para a realização deste tipo de visitas que se propõem fazer.

Evidentemente que a partir do momento que tenham o dito alvará concedido pelo Turismo de Portugal, nada os impedirá do desempenho de passeios e visitas. No entanto tenho o dever como profissional de informação turística esclarecer que, esta actividade está em Portugal devidamente regulamentada e quem nela participa deverá ser esclarecido que existem profissionais qualificados para prestação destes serviços, os guias intérpretes nacionais. 

 

 

Siga-nos no Facebook

Sugestão BestGuide

Eventos em Destaque

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...