PASSEIOS (cá dentro): Uma visita à Fábrica da Pólvora de Vale de Milhaços

Através do Ecomuseu Municipal do Seixal, fizemos uma visita guiada à Fábrica da Pólvora.

Esta antiga unidade fabril constitui um dos mais importantes testemunhos da arqueologia industrial do concelho. Iniciou a sua laboração em 1898, numa zona de matas e campos agrícolas da actual freguesia de Corroios, com o objetivo de fabricar pólvora negra, um trabalho quase todo manufacturado, muito delicado e perigoso.

A fábrica dispõe de um conjunto de maquinismos do fim do séc. XIX e inícios do séc XX, da qual se destaca a a máquina a vapor “Joseph Farcot” de 125 cv de potência. Esta máquina produzia a partir da sua caldeira toda a energia mecânica necessária ao funcionamento do conjunto de máquinas, com ligação às oficinas envolvidas na produção de pólvora negra, recorrendo a uma múltipla conjugação de veios, volantes e cabos teledinâmicos aéreos.

Em 1921 foi comprada por Francisco Camello e Armando Luis Rodrigues, tendo este último vendido a sua cota ao primeiro, permitindo a criação da Sociedade Africana da Pólvora Lda., ainda hoje conhecida por SAP.

(Queima da madeira para fazer carvão)

A atração principal é a máquina a vapor que está a funcionar na perfeição, mas a restante estrutura de laboração também é digna de registo. O perímetro industrial da fábrica encontra-se em bom estado de conservação, as oficinas de trituração, de encasque, de prensagem, de granulação, de peneiração, de lustração, de secagem, de pesagem e de embalagem.

(máquina de trituração)

Construídas dentro das normas de segurança, próprias da atividade, todos estes edifícios encontram-se distanciados uns dos outros, com estrutura em cimento e alvenaria, mas com partes de paredes construídas em madeira para no caso de uma eventual explosão esta poder-se expraiar para fora do recinto. Situação elucidativa do risco desta atividade.

Não sei o que pensar desta fábrica, que sempre foi rentável e manteve o seus padrões de qualidade até ao seu encerramento, tendo criado, inclusive uma marca própria, SAP, de reconhecida qualidade e posteriormente vendida ao estrangeiro.

Esta fábrica que sempre trabalhou com uma tecnologia do tempo da “revolução industrial” sem renovação e evolução durante o seu tempo de existência, deve a sua laboração à dedicação e ao profissionalismo dos seus operários.

(máquinas de peneiração)

Penso que a sua máquina a vapor, fonte de toda a energia da fábrica, seja única na Europa e em bom estado de funcionamento.

Deduzo que a pressão urbanística e o alto valor imobiliário dos dias de hoje ditaram o seu encerramento. Felizmente ainda há pessoas que se preocupam com a nossa História e tudo fazem para que ela não desapareça

A SAP permaneceu em laboração até 2001, ano em que encerrou as suas portas e a Câmara do Seixal decidiu criar (e desde já os meus parabéns), uma extensão museológica com base no circuito da pólvora negra.

Curiosidades:

O Sr. Francisco antigo operário enquadrado na segunda geração familiar de profissão que acompanhou o nosso grupo e antigo operário da fábrica é o português com mais "bagagem"  sobre explosivos. Tem a 4ª classe, 47 anos e em química é o equivalente a um licenciado... recuperou e faz a manutenção da máquina a vapor de 1900 ali presente e serve de guia aos grupos que visitam a fábrica.

Para quem não saiba os componentes da pólvora são o Enxofre, Nitrato de Sódio e Carvão, este último produzido dentro da fábrica.

Ainda nos conhecimentos transmitidos pelo Sr. Francisco, dizia-nos que o destino final da pólvora, seleccionava a qualidade do carvão e que este dependia do tipo de árvore e o mais fino provém do salgueiro.

Contactos

Ecomuseu municipal do Seixal

Ana Isabel Apolinário

Divisão de Património Histórico e Museus / Ecomuseu Municipal

Serviço Educativo

Núcleo da Mundet – Serviços Centrais

Tel: 210 976 112 / fax. 210 976 113


Exibições: 2516

Tags: "Passeios(cá, corroios, cultura, passeios (cá dentro), seixal

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de ana dias em 5 Março 2012 às 18:57

nao conheço, mas gostaria de conhecer

Siga-nos no Facebook

Sugestão BestGuide

Eventos em Destaque

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...