VIAGENS (lá fora): Malta, lugar de encontros e desencontros da história

O arquipélago de Malta, revela-se uma extraordinária surpresa ao viajante ávido de locais capazes de despertar o seu instinto de navegante passado, e onde cada esquina se poderá revelar como uma nova surpresa ou um encontro com o Adamastor.

Apesar da sua reduzida dimensão, Malta oferece-nos o misto ideal de mar e praias, cultura a cada canto e recanto e tradições que nos remontam aos vários povos que por lá passaram desde a Ordem de Malta, espanhóis, italianos, ingleses, e surpresa das surpresas, portugueses.

O legado português em Malta surpreende inicialmente pelo desconhecimento, e em seguida pela profusão de locais onde a referência a este nosso país à beira-mar plantado se encontra bem presente. Principal nota deste legado, encontra-se num dos mais antigos teatros em actividade da Europa, sendo a  primeira surpresa que se localiza na capital de Malta, Valletta, e segunda surpresa, foi fundado por um português, Manoel de Vilhena! O Teatro Manoel é uma referência na cultura maltesa e europeia em geral.

Como sugestão de roteiro deste belo arquipélago sugiro o início pela capital Valletta.

A capital Valletta é uma surpresa! Considerada património mundial pela UNESCO, é realmente algo a descobrir, dada a sua beleza arquitectónica e variedade de locais e monumentos a serem vistos. Destaco as Upper Baraka, para uma vista da surpreendente e bela baía de Valleta. Um deleite impossível de esquecer e que nos tira o fôlego de cada vez que os nossos olhos a atravessam.

Depois de dedicar um dia à descoberta da capital há que rumar ao sudoeste da ilha para visitar os magníficos templos de Hagar-Qim e a Blue Grotto. Estes templos e a Blue Grotto são facilmente acessíveis através da rede de autocarros maltesa, que funciona a preço de chávena de café (viagens a partir de 0,47€), com autocarros de si históricos, dado que todos eles se poderiam encontrar em qualquer museu da especialidade. Os condutores destes mesmos autocarros poderão não primar pela simpatia, mas pelo menos nos principais locais turísticos, gritam a plenos pulmões o nome do local, para avisar os turistas que deverão sair do mesmo.

Encontramos primeiro a Blue Grotto, formação rochosa que pode ser visitada de barco, mas à qual não me posso referir em particular dado que não me foi possível a sua visita devido à instabilidade do mar, embora venha referenciada, como local obrigatório. Muito próximo encontram-se um dos vastíssimos templos que podem ser encontrados na ilha e para mim os mais importantes, Hagar-Qim. Surpreendente complexo de templos que nos remete para um período da história onde a vida seria guiada pelas estrelas, sol, mar e profusão de deuses a ele associados. A visitar e divagar por séculos passados. Depois de Hagar-Qim sugiro uma visita a Mdina, antiga caiptal maltesa e que parece saída de um conto de fadas. Extremamente bela e ideal para um lanche ao final da tarde no Fontanella! DELICIOSO! Deixo os comentários para a descoberta que cada um poderá fazer! Muito próximo encontra-se Rabat, onde é possível visitar a gruta onde a lenda diz que São Paulo se refugiou aquando do seu naufrágio na ilha, e as catacumbas, também muito próximo, poderão ser alvo de visita. Menos conhecido, mas extremamente recomendável são as catacumbas de Saint Agatha's. Uma pérola de frescos e tumbas onde igualmente se realizariam orgias que merece sem dúvida a descoberta.



Reservar igualmente um dia para visitar a ilha de Comino e a sua famosa Lagoa Azul e Gozo. Estas poderão ser visitadas de duas formas. Adquirindo um dos numerosos programas vendidos pelas agências locais e que nos podem levar de barco até estes locais, sendo este caminho obviamente mais dispendioso, ou por conta própria, sendo esta pelo menos a preferência pessoal. Embora seja difícil obter algumas destas indicações em Malta, já que o interesse é vender os programas, é muito simples visitar estes locais individualmente. Há que, em primeiro lugar, tomar o autocarro em direcção a Cirkeawwa, terminal do ferry para Gozo e local onde é possível por 10,00€ apanhar um barco que nos leva e traz da pequena Comino, onde poderemos desfrutar da lagoa azul e do sol maltês. Não contar com praias de areia fina, já que não são muito fáceis de encontrar em Malta, e menos em Comino. Posteriormente de regresso a Cirkeawwa tomar o ferry para Gozo e utilizar o serviço de sightseeing, que facilmente dá a volta à ilha parando nos principais pontos a visitar.

Dica útil: Os serviços, como museus encerram muito cedo em Malta daí ser boa ideia planear com cuidado a visita a museus e mesmo a Gozo. Pode ser interessante dividir a visita a Comino e Gozo em dois dias.

Para terminar há que visitar a zona piscatória de Marsaxlokk e o diamante Hypogeum! O Hypogeum é um templo subterrâneo único no mundo e realmente impressionante. A visita implica uma reserva online, com algumas semanas de antecedência e o preço de 20,00€ pessoa. Extremamente recomendável, apesar de dispendioso. Localiza-se em Paola e igualmente muito fácil de aceder. Depois rumar a Vitoriosa no lado oposto a Valletta e divagar pelas ruas medievais para terminar a
visita a Malta!

Divirtam-se.

Exibições: 1054

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Maria Costa Domingues em 22 Fevereiro 2011 às 22:49
Adorei as sugestões!
Comentário de MyGuide em 18 Fevereiro 2011 às 10:37
Óptimo! Era uma pena estarem escondidas na sua gaveta! Obrigado
Comentário de Nuno Miguel de Oliveira Costa em 17 Fevereiro 2011 às 22:20
Obrigado pela sugestão! Já se encontra actualizado de forma a ilustrar da melhor maneira possível este excelente destino!
Comentário de MyGuide em 17 Fevereiro 2011 às 10:48
Nuno, não tem mais fotografias desta sua viagem a Malta? Iriam enriquecer muito o artigo! De qualquer modo, obrigado pela sugestão.

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Aulas regulares (e para todos) no Museu do Oriente

Criado por MyGuide 5 Jan 2021 at 10:16. Actualizado pela última vez por MyGuide 5 Jan.

Pintar como os grandes

Criado por Agenda MyGuide 24 Nov 2020 at 18:30. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 24. Nov, 2020.

É um restaurante?

Criado por Agenda MyGuide 9 Nov 2020 at 11:32. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Nov, 2020.

© 2021   Criado por MyGuide S.A. Livro de reclamações   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço