TENDÊNCIAS: Arquitectura metabolista

 

Do Japão surgiu um conceito de arquitectura muito pouco convencional que tem conquistado adeptos pela sua originalidade que ficou conhecida por arquitectura metabolista.

Os seus criadores desenvolveram projectos visionários que se afastavam das estruturas citadinas comuns, desde cidades flutuantes sobre o oceano e torres modulares em forma de espirais colossais ou ramificações de árvores.

Arquitectura adaptável


1960! O Japão abandonava a 2ª Guerra Mundial com um forte crescimento económico acompanhado de um forte crescimento populacional que levou alguns arquitectos da altura a pensar em tipos de arquitectura diferentes.

Os arranha-céus abundavam, mas a sua estrutura apresentava pouca ou nenhuma capacidade de adaptação, para estes visionários, era necessário desenvolver um novo estilo arquitectónico que apostasse na tecnologia e adaptabilidade.

O objectivo passava por criar estruturas capazes de crescer de uma forma quase orgânica em grande escala tirando o máximo partido do território uma vez que o país era, no fundo, uma ilha superpovoada.

Uma cultura de mudança


Um país tantas vezes fustigado por terramotos, inundações, erupções vulcânicas e até mesmo pela guerra, viu as suas principais estruturas serem constantemente destruídas ou danificadas.
Era por isso necessário criar estruturas capazes de se moldar a este historial de grandes e constantes mudanças arquitectónicas.

Assim, em finais de 1950, o movimento metabolista apresentou um manifesto com sugestões revolucionárias de vários arquitectos, entre eles Kiyonori Kikutake, responsável pelo projecto Sky House que consistia num bloco habitacional suspenso no ar por pilares e que podia criar mais espaços suspendendo divisões sobre a estrutura principal.

 

A Torre Cápsula


É talvez o mais famoso exemplo da cultura metabolista. Desenvolvida em Tóquio e desenhada por Kurokawa, consiste em duas torres unidas às quais foram acopladas 140 cápsulas contendo uma habitação ou escritório em miniatura de apenas 2,3m por 3,8m cada uma, uma parede com equipamentos integrados (do frigorífico à televisão), uma cama e uma pequeníssima casa de banho.

 

 

Contrariamente à arquitectura do passado, a arquitectura contemporânea deve … ter a capacidade de ir ao encontro das necessidades contemporâneas em constante mutação.”

Autor: Kiyonori Kikutake,




Saiba mais sobre a colecção 50 ideias e como se poderá tornar um afiliado 50 ideias:

 

 

Exibições: 822

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Pedro Castanheira em 6 Agosto 2011 às 19:29

Para um ocidental, viver em cápsulas parece absurdo. Também ainda não temos o problema de espaço como o de Tóquio. Embora o espaço físico obrigue a soluções como a descrita no artigo, se não houver uma componente cultural associada à questão, em situações normais, esta terá alguma dificuldade em implementar-se. Espero nunca ser obrigado a dormir num espaço destes. Quanto à arquitectura eles têm soluções espetaculares.

Comentário de Bruno Miguel da Rocha Saraiva em 3 Agosto 2011 às 23:14

Também na China há exemplos (um pouco mais modernos) de habitações que tiram o melhor partido do espaço

 

Impressionante!

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2019   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço