COMÉRCIO E TENDÊNCIAS: Carina Duarte, o novo talento da moda portuguesa

Era uma vez uma menina com um sonho um tanto ou quanto peculiar. Não descurava das bonecas, muito menos dos “The Moffats”, os seus ídolos musicais, mas tinha uma preferência por croquis e tecidos. Exigente e determinada, Carina Duarte apenas implorava à mãe que lhe comprasse uma máquina de costura a sério, pois as da Barbie já não lhe serviam.

Desde muito nova sempre soube o que queria e sempre lutou para atingir os seus objectivos. Decidida e muito pró-activa, aos 10 anos de idade desenhou o vestido que usou na sua primeira comunhão, apenas o primeiro de muitos. No dia do meu baile de finalistas tive o prazer de usar um vestido exclusivo, cor-de-rosa “pastilha elástica”, comprido, brilhante e assinado pela minha (agora) famosa prima! 


Os nossos verões foram passados em conjunto e sempre presenciei o gosto que a minha prima tinha pela moda e pelo “diferente”. Sempre soubemos que iria longe, portanto a notícia da sua participação no "Projecto Moda" foi recebida em minha casa com pouca surpresa mas com muita alegria. Estávamos completamente cientes do talento da Carina, pois sempre esteve envolvida em pequenos desfiles, nunca desistiu e nunca abandonou a sua irreverência e força de vontade.


No “Projecto Moda” a concorrência revelou-se forte, mas mesmo assim foi sobrevivendo prova após prova. Na primeira semana foi proposto aos participantes que criassem vestido para Vicky Fernandes, através de tecidos sorteados nas cores preto e branco. Na semana seguinte os concorrentes tinham um orçamento que teria que ser gasto num supermercado. A Carina construiu um vestido com 600 colheres de café, 350 facas e colheres de sopa e 2 tabuleiros de silicone, o que lhe valeu a melhor criação da semana. O terceiro desafio consistiu na criação de uma roupa de praia, confeccionada com tecidos escolhidos em poucos segundos.


O desafio número quatro consistiu na confecção de uma farda para a Modalfa, onde optou por criar umas calças pretas com detalhe colorido na anca e de cós alto, uma camisa cintada de gola redonda e um casaco preto. Na quinta semana foi-lhes proposta uma volta ao mundo. Carina ficou com o desafio da Arábia Saudita e criou um belíssimo vestido inspirado em turbantes e areia do deserto. Na sexta semana a concorrente formou uma toilette a partir de fatos masculinos.


O penúltimo desafio reduziu os três concorrentes a dois finalistas. Carina ficou incumbida de "vestir" a excêntrica Bjork. Apesar da dificuldade que aparentava, surpreendeu tudo e todos com um dos seus melhores trabalhos no programa: um vestido inspirado no vulcão islandês, uma vez que Bjork é natural deste país. Feito em desperdício têxtil, com estrutura em forma de vulcão, uma saia de aspecto rochoso e na cabeça um chapéu em representação da nuvem de cinzas vulcânicas com um avião a pairar. Uma ideia deveras criativa, com um resultado espectacular que garantiu a esta jovem um lugar na finalíssima do programa.


Para finalizar, foi pedido aos dois finalistas que criassem uma colecção. Carina pensou e repensou a sua durante um mês e meio e levou duas semanas a costurar incessantemente. O resultado não poderia ter sido melhor: "Crystalized", inspirada em pedras preciosas, símbolo de elegância e preciosidade. Esta colecção procurou explorar as formas do corpo feminino, como se o corpo humano se tratasse de um cristal, salientando a beleza e o glamour da mulher portuguesa. Carina conseguiu com este magnifico trabalho impressionar o exigente júri do programa, composto por Fátima Cotta, Manuel Alves e Cristina Pinho, sagrando-se assim a grande vencedora do “Projecto Moda”.


Licenciada em Design de Moda, especializou-se em design de calçado na Central Saint Martins em Londres e tem agora a oportunidade de fazer o curso de Fashion Design no Instituto Marangoni em Milão. Vai usufruir deste prémio que lhe foi atribuído, assim como de um estágio remunerado na Modalfa e de um editorial na conceituada revista de moda, Elle.


Através deste programa conseguiu atingir a notoriedade de que é merecedora, o que lhe valeu também a participação no Portugal Fashion onde apresentou a sua colecção “Crystalized”. Carina afirma que foi um sonho tornado realidade e que espera que esta experiência lhe abra muitas portas. O trabalho não pára de chegar e é já, oficialmente, colaboradora da marca Latina.


É com muito orgulho que falo desta nova estilista portuguesa. Muito talentosa e lutadora, torço pelo seu sucesso, não só porque é minha prima, mas também porque acredito na sua visão inovadora, no seu instinto irreverente, na sua criatividade revolucionária e na sua humilde e verdadeira vocação.

 

Um nome a decorar, um rosto a reconhecer e um estilo a adoptar!

 

 

 

Exibições: 1390

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Carlos Roberto de Souza em 21 Outubro 2012 às 3:35

Lágrimas de Areia

 

Lá estava ela, triste e taciturna.

            Testemunha de efêmeros conflitos,

            Com um olhar perdido no tempo,

            Não exigia nada em troca

            A não ser um pouco de atenção.

 

            Sentia-se solitária, oca,

            Os homens admiravam-na pelos seus dotes.

            As crianças, em sua eterna plenitude,

            Admiravam-na muito mais além...

            ... Mais humana!

 

            De sua profunda melancolia

            Lágrimas surgiram.

            Elas não umedeceram o seu rosto,

            Mas secaram o seu coração,

            O poço da alma,

            Aumentando cada vez mais

            A sua sede.

 

            Lá ela permaneceu; estática, paralisada!

            Esperando que o vento do norte a levasse

            Para bem longe dali!

 

            O dia começou a desfalecer.

            Seu coração, outrora seco e vazio,

            Agora pulsava em desenfreada arritmia.

            Desespero!

            A maré estava subindo...

 

            Em breve voltaria a ser o que era:

            Um simples grão de areia.

            Quiçá um dia levado pelo vento,

            Quiçá um dia... Em um porto seguro.

 

           

Do livro (O Anjo e a Tempestade) de Agamenon Troyan

Comentário de Luis Marques Cotonete em 28 Março 2011 às 15:08
Chegar ao topo de uma profissão é sempre duro, na moda é mais duro ainda. O factor subjectivo está sempre presente e os gostos são o que são. Parabéns Carina, todos precisamos que venças. A tua vitória inspira todos os que cá andam.

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2019   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço