CULTURA: Nasceu o grupo musical NINHO (cá dentro)

 

A Beira Baixa é o coração de tradições milenares lusitanas. Mapa de cultura portuguesa ancestral.

Se quiséssemos descobrir as diferentes nuances de arabescos musicais presentes na música portuguesa encontraríamos na sonoridade beirã um manancial rico e inspirador. Foi a esta pesquisa científica que o grupo musical Ninho, com 6 elementos, se entregou e chegou às minhas mãos em disco (e em escultura!) através de uma amiga. Fiquei atenta a esta nova proposta multi-artística. O grupo encomendou uma obra plástica ao escultor albicastrense José Simão para fazer acompanhar o disco e as apresentações ao vivo. Uma árvore, um ninho e uma cegonha. Sempre gostei das artes que quebram a casca e se reinventam para fora de si... A grande originalidade da performance do Ninho não se prendeu a um reavivar local, de Castelo Branco. Está presente no seu disco de etiqueta independente o levantar do voo das origens e costumes populares, mas é muito deles uma postura clássica, com trajes de rigor negro, que advém da formação musical erudita dos elementos e também da persistente presença em inúmeros festivais de música, desde a World Music à Música Antiga (cá dentro e lá fora). Hoje é assim. A música do Ninho transmite de imediato uma envolvência musical apaziguadora e confortante, como a sensação calma e segura de estarmos num ninho. Esta característica deriva da maturidade conjunta dos instrumentistas, da ligação perfeita da acústica de câmara aninhando a música tradicional, tal como no género brasileiro do Choro porque usa também clarinete, cordas tradicionais e percussão. Desta confluência de tempos e estilos partindo da música tradicional portuguesa reinventaram ainda Eric Satie. Assim nasce o som, ou melhor, o ovo sonoro que cada instrumento recria: guitarra de 10 cordas que alarga o espectro tímbrico e tonal da música e o baixo fretless (sem trastes) que permite combinações infinitas melódicas ou ainda suaves glissandos em registo grave aconchegante. Assim, saímos verdadeiramente do ninho em serenidade sem nunca esquecer “(…) O gesto leve que / Está antes do dar” (Miguel Carvalhinho).

 

 

Ficha Artística

Irene Ferreira – Voz, Violino
Miguel Carvalhinho – Guitarra de 10 cordas
Pedro Ladeira – Clarinete
Ricardo Gordo – Guitarra Portuguesa
Fernando Gordo – Baixo
Aldovino Munguambe  – Percussão
Rui Monteiro – Imagem

Preço: 10€ + portes de envio,

ou CD + escultura por 30€ + portes de envio.

Contacto: migcarva@gmail.com

Exibições: 433

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Eventos em Destaque

Abril 2020
DSTQQSS
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930
       

Notícias

Vida e obra de Frida Kahlo em livro com ilustrações de Maria Hesse

Criado por MyGuide 10 Out 2018 at 13:00. Actualizado pela última vez por MyGuide 10. Out, 2018.

Música e Cocktails ao final da tarde no Lisbon Marriott Hotel

Criado por Agenda MyGuide 9 Abr 2018 at 15:02. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Abr, 2018.

O Festival de Storytelling regressa a Lisboa e ao Porto

Criado por Joana Sá Pinto 2 Abr 2018 at 13:15. Actualizado pela última vez por Joana Sá Pinto 2. Abr, 2018.

© 2020   Criado por MyGuide S.A. Livro de reclamações   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço