Descobrir a Nazaré, a vila piscatória portuguesa

A Nazaré é uma vila piscatória reconhecida pelas varinas de sete saias, pelos barcos pitorescos, pelo peixe seco exposto no areal assim como pelas ondas gigantes das suas praias.

Não deixe de passar pelo nosso blog Descobrir Viajando

Nazaré, a vila piscatória

A Nazaré é uma bonita vila piscatória do concelho de Leiria, localizada na zona centro de Portugal. Durante muito tempo a vila era conhecida como Pederneira, algo que só mudou em 1912, quando o seu nome passou a ser Nazaré.

O nome Nazaré surge associado à Lenda de Nossa Senhora da Nazaré. Nela se conta que Dom Fuas Roupinho, alcaide do castelo de Porto de Mós, durante uma caçada se terá afastado dos companheiros ao perseguir um veado. Na altura estava um denso nevoeiro, que fez com que este não se apercebesse para onde se deslocava. Quando reparou estava no topo da falésia prestes a cair, bem ao lado de uma gruta onde se venerava uma imagem da Virgem Maria com o Menino. Rapidamente este começou a pedir em voz alta que a Virgem o ajudasse. De imediato o cavalo parou e fincou as patas na rocha suspensa, salvando-se da morte. Logo de seguida mandou construir no local uma capela.

Nazaré vila piscatória Ermida da Memória no Sítio da Nazaré

O Sítio da Nazaré devido ao difícil acesso só se começou a desenvolver a partir dos meados do século XVII. Já a Praia da Nazaré só se começou a desenvolver por volta do século XIX, após as invasões francesas, quando passou a ser seguro estar junto ao mar.

Na época dos Descobrimentos, serviu como um dos mais ativos estaleiros navais do reino, de onde saíram várias naus e caravelas.

Mas foi apenas no século XX que a Nazaré evolui de uma simples vila piscatória para uma vila mais dedicada ao turismo.

O que visitar

A localidade da Nazaré está dividida em três áreas bem distintas. São elas a área baixa onde se localiza a Praia da Nazaré, o Sítio da Nazaré, com o histórico penhasco e por fim a Pederneira, área mais desconhecida da localidade.

Praia da Nazaré

Inicie o seu passeio pela Marginal da Nazaré enquanto aprecia a bonita Praia da Nazaré. Ao longo da Marginal, com cerca de 1,5 km, que se inicia no farol da barra do Porto da Nazaré até ao sopé da Ladeira do Sítio, encontrará diversas atrações que lhe captarão a atenção.

Praia da Nazaré Praia da Nazaré

Uma das tradições mais conhecidas da Nazaré é a secagem do peixe. Não se sabe ao certo a origem da tradição, mas acredita-se que foi a forma que encontraram para melhor conservar o peixe quando este não era vendido. Assim, não poderá deixar de visitar o Museu do Peixe Seco, um projecto da Câmara Municipal da Nazaré e composto por três núcleos distintos.

São eles o Estindarte, o Centro de Interpretação e o Tratamento do Peixe. O Estindarte é o local, em pleno areal da praia da Nazaré, onde o peixe é seco. Já no Centro de Interpretação, localizado no edifício da Antiga Lota. Ali é possível ver várias imagens assim como vídeos onde é relatado toda a história da Nazaré e das suas gentes. Por fim, o núcleo do Tratamento do Peixe é uma área criada para servir de apoio às nazarenas na preparação dos seus peixes.

Antes de seguir o seu passeio vá até ao areal, dar um mergulhe ou então fazer uma aula de surfe na bonita Praia da Nazaré.

Quando estiver perto do Sopé da Ladeira do Sítio encontrará as Capelas de Santo António e de Nossa Senhora dos Aflitos. A primeira foi feita com fundos dos pescadores, enquanto que a segunda foi erigida a mando dos monges cistercienses de Alcobaça. Ambas possuem bonitas fachadas adornadas revestidas a azulejo português.

Zona baixa da Nazaré

Antes de seguir em direcção Sítio não deixe de caminhar sem rumo pelas ruas do Bairro dos Pescadores. Tenho a certeza que se encantará por cada beco e ruela e conseguirá sentir bem o orgulho na identidade nazarena. Algo patente nas suas gentes ou não fosse fácil identificar os pescadores, com as suas vestes com padrão em xadrez e as famosas varinas das sete saias, avental, xaile e tamancas.

Depois para ir até ao Sítio da Nazaré poderá fazé-lo pelo Ascensor da Nazaré ou então aventurar-se pela Ladeira do Sítio. Até à construção do Ascensor, em 1889, a Ladeira era o caminho mais rápido para chegar ao topo. Inicialmente, este era um caminho de areia, que mais tarde deu lugar a uma escadaria. Pelo caminho encontrará o Baloiço da Nazaré, que servirá como um belo Miradouro sobre a Praia da Nazaré. A construção do ascensor serviu essencialmente para servir a população assim como para facilitar a subida dos peregrinos até à Nossa Senhora da Nazaré.

Nazaré Ladeira sendo visível o percurso do ascensor

Se optar por subir a Ladeira, antes mesmo de chegar ao topo encontrará o famoso Baloiço da Nazaré.

Sítio da Nazaré

O Sítio da Nazaré, um bairro da vila da Nazaré, localiza-se no topo de uma magnífica falésia, proporcionando uma paisagem de tirar o fôlego. Esta é sem dúvida uma das melhores varandas da costa portuguesa, avistando-se a Serra de Mira de Aire, a Serra dos Candeeiros e toda a costa até Peninche.

Vista da Praia da Nazaré a partir do Sítio da Nazaré

Logo que chegue ao topo disfrute da paisagem maravilhosa do Miradouro do Suberco, um dos cartões postais da localidade. Por ali encontrará também a Ermida da Memória, que surge associada à lenda medieval religiosa desta encantadora localidade. Atualmente é possível encontrar uma pequena e simples capela, cujo interior está revestido a azulejo do século XVIII.

Sítio da Nazaré Miradouro do Suberco no Sítio da Nazaré

Ali bem próximo encontrará o Santuário de Nossa Senhora da Nazaré, que terá sido construído no século XIV a mando de Dom Fernando, quando este visitou o local, numa peregrinação a Nossa Senhora da Nazaré. Nesse altura ele achou que a Ermida da Memória era um espaço muito pequeno, tendo em conta o elevado número de devotos que visitava o local. O Santuário que vemos hoje é fruto de várias alterações ao longo dos séculos e tanto a igreja como os azulejos que a revestem foram classificados como Imóvel de Interesse Público.

Nazaré Santuário de Nossa Senhora da Nazaré

Ondas Gigantes da Nazaré

Desça até ao Forte de São Miguel Arcanjo e pode ser que tenha a sorte de avistar uma das Ondas Gigantes da Nazaré. O Forte, de estilo maneirista, foi construído durante o reinado de Dom Sebastião, cuja função era a defesa da enseada dos ataques piratas. Mais tarde, este foi remodelado e ampliado, tendo sobrevivido ao vários ataques, nomeadamente dos franceses. O Forte de São Miguel de Arcanjo acabou por se tornar um símbolo da revolta popular e da autonomia do povo da Nazaré.

Nazaré Forte de São Miguel Arcanjo

Para além do Forte encontrará também o Farol da Nazaré, construído em 1903 após forte insistência dos pescadores, assim como a Pedra do Guilhim.

Ao mesmo tempo que desce em direção ao Forte de São Miguel de Arcanjo começará a avistar a famosa Praia do Norte, que até há bem poucos anos era um segredo bem guardado. Foi essencialmente a partir de 2011 que esta começou a ganhar fama internacional, quando o surfista Garret McNamara bateu o record mundial da maior onda alguma vez surfada. Ainda assim, continua a ser uma das mais belas praias selvagens de Portugal, frequentada pelos melhores surfistas de todo o mundo.

Nazaré vila piscatória Praia do Norte

Pederneira

Se tiver tempo não deixe de visitar a Pederneira, o bairro histórico da Nazaré. Tendo sido aqui que se encontrava o centro político, civil e administrativo da localidade, desde que lhe concederam o foral, em 1514.

Na Pederneira encontrará o Miradouro da Pederneira, junto à Rua do Mirante, de onde poderá admirar o Pinhal de Leiria, o Sítio da Nazaré assim como uma boa parte da costa da Nazaré.

Nazaré vila piscatória Miradouro da Pederneira

Ali bem próximo está a Igreja da Misericórdia da Pederneira, cuja data de construção é uma incógnita. Sabe-se que a primitiva capela da Misericórdia, construída em 1561, foi feita para albergar a Irmandade da Misericórdia da Pederneira. O edifício atual com uma fachada barroca clássica tardia, apresenta traços maneiristas e os altares em talha dourada.

Mas neste bairro histórico poderá ver ainda a Igreja Matriz da Pederneira, também conhecida como Igreja de Nossa Senhora das Areias, construída no século XVI.





Exibições: 55

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

Editores em destaque

EM DESTAQUE

Notícias

Aulas regulares (e para todos) no Museu do Oriente

Criado por MyGuide 5 Jan 2021 at 10:16. Actualizado pela última vez por MyGuide 5. Jan, 2021.

Pintar como os grandes

Criado por Agenda MyGuide 24 Nov 2020 at 18:30. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 24. Nov, 2020.

É um restaurante?

Criado por Agenda MyGuide 9 Nov 2020 at 11:32. Actualizado pela última vez por Agenda MyGuide 9. Nov, 2020.

© 2022   Criado por MyGuide S.A. Livro de reclamações   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço