TENDÊNCIAS: Porcelanas de Bordallo Pinheiro voltam para a mesa

Voltam as lambretas e voltam os bigodes. Volta a mobília com efeito Capitoné e as misturas de cores e padrões que andámos a evitar nos últimos 20 anos. E agora volta também a loiça “folha de couve”. É oficial: as mesas e as prateleiras dos nossos avós, com a sua porcelana Bordallo Pinheiro, estão na moda. E se ainda não temos em casa um tomate como açucareiro, nós não estamos!

Intensifica-se o entusiasmo pelas criações de Rafael Bordallo Pinheiro, que já figuraram num filme de Almodóvar e foram alvo de uma exposição no MoMa, em Nova Iorque. O alcance internacional é um dado adquirido na herança do artista português que, em 1884, quis emprestar o seu génio à arte da cerâmica e do barro.

Com mais durabilidade e resistência, os modelos produzidos hoje em dia na Faianças Bordallo Pinheiro fazem parte da cultura colectiva portuguesa, mas também da memória individual de cada um: quem não se recorda daquela abóbora onde se podiam esconder segredos? Da laranja que, ao invés de sumo fresco, escorria chá quente? Ou mesmo da terrina de couve verde no centro da mesa? São peças que estão a ser redescobertas por novas gerações e a captar o interesse dos artistas actuais, como aconteceu a propósito da comemoração dos 125 anos da Faianças Artísticas Bordallo, que convidava Joana Vasconcelos, Fernando Brízio, Henrique Cavatte, Susanne Themlitz, Bela Silva, Catarina Pestana e Elsa Rebelo (diretora artística da fábrica, entretanto adquirida pela Visabeira) a reinterpretarem peças antigas.

Um legado que sai da prateleira psicológica para as prateleiras físicas, para as mesas e cozinhas. Numa altura em que o patriotismo ou a falta do mesmo chegam a extremos, que tal vestir a casa de orgulho nacional? E se o seu objetivo não é ser trendy ou estar moda, como é o caso dos seus avós, pense, ao menos, nos seus filhos ou sobrinhos e partilhe com eles esta experiência de ter cerâmica memorável por sua casa.

Hoje pode ainda comprar estes produtos online das últimas coleções, aqui.

As nossas escolhas:

Terrina Americana Abóbora - 47.58€
A abóbora, com a sua forma generosa, tons nuanceados e textura inconfundível, não podia escapar ao olho inventivo de Bordallo, que a converteu em práticas taças e terrinas. ver +

Terrina Couve Grande s/colher - 55.60€
A couve, caulosa e enrugada, de forma achatada, poderia servir de metáfora à rusticidade de um Portugal que Bordallo tantas vezes satirizou. Esta foi uma forma astuciosa de a homenagear, colocando-a no centro das mesas burguesas, para onde, de outra forma, não seria convidada Ver +

Terrina Grande Morangos - 48.54€
Exemplo perfeito de que inconformismo criativo e funcionalidade não se excluem: o artista criou cerâmica utilitária onde natureza, humor e alegria são servidos à mesa.ver +

Terrina Tomate - 51.45€
Exemplo perfeito de que inconformismo criativo e funcionalidade não se excluem: o artista criou cerâmica utilitária onde natureza, humor e alegria são servidos à mesa.ver +

Exibições: 3726

Adicione um comentário

Você tem de ser membro de MyGuide para adicionar comentários!

Entrar em MyGuide

Comentário de Pedro Bretes em 12 Dezembro 2013 às 11:55

Como concordo!

Comentário de Antonio em 6 Dezembro 2013 às 20:55

A minha avó tinha varias peças. Na altura achava foleiro mas hoje quem me dera ter ficado com algumas peças. 

COMUNIDADE MYGUIDE

O Myguide.pt é uma comunidade de Viagens, Lazer e Cultura.

Regista-te e publica artigos, eventos, fotos, videos e muito mais.

Sabe tudo sobre o Myguide aqui

EM DESTAQUE

Eventos em Destaque

© 2017   Criado por Administrador Transglobal.   Ativado por

Crachás  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...